En esta web utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar su experiencia y servicio. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Para más información, consulte nuestra política de cookies.

Aceptar

Master em Estudos Biológico-Naturistas

Programa de Estudos

  • 1ª PARTE: Comum
    1. Introdução
    2. Dietética e Nutrição
    3. Fitoterapia e Aromaterapia
    1. Introdução
      1. Historia da Medicina Biológico-Naturista
      2. Visão Biológica da Disfunção Orgânica
      1. Historia de Medicina Biológico-Naturista

        Conceitos básicos da Medicina Natural, a Medicina Naturista através da história e suas características atuais.

        Introdução à Medicina Naturista
        Conceitos básicos sobre a Medicina Naturista. Quadro da Espanha.
        História: A Origem da Medicina para compreender a Medicina Naturista
        História dos primeiros médicos naturistas. Medicina baseada em evidências.
        As Medicinas Naturistas Primitivas em Nossa História
        O Ayurveda da Índia Antiga. A tradição médica antiga no Egito, Mesopotâmia, Israel, Assírio-Babilônia. Medicina chinesa. América pré-colombiana. A medicina na Grécia Antiga: a cura teúrgica ou espiritual. Ciência pré-socrática. Medicina hipocrática. Outros autores.
        Paracelso e Samuel Hahnemann. Séculos XV, XVI, XVIII e XIX
        Diferenças entre Galeno e Hipócrates.
        O Naturismo Médico na Medicina Atual. Resumo do que foi a Medicina Naturista no século XX na Espanha
        Importância da Medicina Naturista no século XXI.
      2. Visão Biológica da Disfunção Orgânica

        Através desta disciplina pretende-se proporcionar uma visão geral do que é a doença, quais são as alterações e transtornos mais frequentes, estudar o metabolismo ácido-básico e sua regulação.

        O que é a Doença?
        O que é a doença para a medicina biológica?
        Alterações de Processos Basais
        O sistema imunológico. Toxinas. Imunidade inata e inflamação. Imunidade adquirida. Imunidade passiva. Transtornos do sistema imunológico e alergias. Sintomas de inflamação. Exames. Terapias.
        Transtornos do Campo Magnético Corporal
        Efeitos químicos dos campos magnéticos. Utilidades terapêuticas.
        Transtornos Eletrolíticos
        Equilíbrio ácido-basico. O que são os eletrólitos e qual a sua importância.
        Transtornos do Metabolismo da Água e Eletrólitos
        Equilíbrio da água. Potássio. Cálcio. Magnésio.
        Metabolismo Acido-básico
        Sistema ácido-básico e sua regulação.
        Íon Magnésio - Sua Importância na Gênese da Disfunção Orgânica
        Avaliação do magnésio. A falta de magnésio. As aplicações terapêuticas. Assimilação. Eliminação. Recomendações médicas de suplementos de magnésio. O uso clínico de magnésio. Absorção de magnésio. Onde obter magnésio. Deficiências típicas de magnésio. O magnésio como uma enzima. Controle da perda de magnésio (hipomagnesemia). Principais causas da deficiência de magnésio. O tratamento dos transtornos de magnésio.
        Íon de Cálcio: Sua Importância Como Regulador Biológico
        Introdução. Regulação do metabolismo do cálcio. Como o cálcio é distribuído no organismo? Cálcio e osteoporose. Quantos tipos de osteoporose existem? Estresse, exercícios e cálcio. O uso adequado de alimentos integrais. O risco de abuso no consumo. Cálcio e cálculo renal. Patologias típicas de disfunção eletrolítica.
        Transtornos Metabólicos
        O que é uma proteína? Sistema endócrino.
        Regulação Basal
        O sistema de regulação basal. Reação de assistência imunológica (Bystander Reaction). Identificação do antígeno.
        Desintoxicação
        Homotoxinas. A matriz extracelular. Gástrula tridérmica. Fígado e vesícula biliar. A pele. Sistema gastrointestinal.
    2. Dietética e Nutrição
      1. Bioquímica Nutricional
      2. Avaliação do Estado Nutricional
      3. Necessidades Nutricionais do Organismo Humano
      4. Alimentação Naturista e Sensibilidade Alimentar
      1. Bioquímica Nutricional

        Estudo da regulação do metabolismo, a sinalização celular, a regulação da expressão gênica e o destino dos macronutrientes.

        Metabolismo e sua Regulação
        Metabolismo. Regulação do metabolismo.
        Integração Metabólica. Sinalização Intertissular e Intracelular
        Integração metabólica. Sinalização intercelular. Sinalização intracelular
        Regulação da Expressão Gênica
        Visão geral. Regulação da transcrição. Regulação pós-transcricional de Nutrientes e da expressão gênica.
        Destino Metabólico dos Carboidratos
        Introdução. Metabolismo hepático. Metabolismo nos tecidos periféricos. Regulação da glicose. Visão geral do metabolismo da glicose. Aspectos nutricionais.
        Destino Metabólico dos Lipídios
        Introdução. Lipoproteínas plasmáticas. Uso tissular dos ácidos graxos. Metabolismo e funções dos triglicerídeos. Metabolismo e funções do colesterol. Visão geral simplificada do metabolismo de colesterol e triglicerídios.
        Destino Metabólico dos Aminoácidos
        Visão geral do metabolismo nitrogenado. As reações gerais do metabolismo dos aminoácidos. Destino do esqueleto carbônico dos aminoácidos. Metabolismo da amônia. Biossíntese de aminoácidos não essenciais. Funções precursoras dos aminoácidos na dieta. Metabolismo dos aminoácidos nos diferentes tecidos. Qualidade da proteína alimentar. Complementação proteica. Aspectos nutricionais.
        Compostos Nitrogenados Condicionalmente Essenciais
        Introdução. Aminoácidos condicionalmente essenciais. Nucleotídeos. Outros compostos nitrogenados condicionalmente essenciais.
      2. Avaliação do Estado Nutricional

        Explicação dos conceitos necessários para realizar levantamentos epidemiológicos, conceitos de Saúde Pública e serão aplicados os conhecimentos adquiridos com a aprendizagem de um sistema de cálculo de dietas específico do Programa.

        Determinação da Ingestão de Alimentos e Nutrientes: Levantamentos de Alimentação
        Introdução. Métodos para determinar a ingestão de alimentos. Determinação da ingestão atual de nutrientes. Determinação da ingestão de nutrientes no passado. Principais fontes de erro nos estudos de avaliação do consumo de alimentos. Auxiliares na memória. Alimentos consumidos habitualmente junto com outros. Tipos de cozimento.
        Técnicas de Avaliação do Estado Nutricional: Antropometria e Composição Corporal
        Introdução. Técnicas de diluição. Espectrometria fotônica. Recontagem de isótopos naturais. Ativação de nêutrons. Técnicas de densitometria. Técnicas volumétricas. Técnicas de análise eletrônica. Reatância do infravermelho próximo (NIR). Técnicas de análise de imagem. Tomografia axial computadorizada (TAC). Ultra-som. Técnicas antropométricas.
      3. Necessidades Nutricionais do Organismo Humano

        Realiza-se o estudo das células e o cálculo das necessidades energéticas através de fórmulas e métodos internacionais.

        Conceitos de Nutrição
        Definição de nutrição. Mecanismos de transporte: difusão simples, transporte mediado. A dietética.
        A Célula
        Morfologia da célula eucariótica: membrana plasmática, citoplasma e núcleo. Fisiologia celular: funções da nutrição, relação e reprodução. Morfologia da célula procarionte: as bactérias e as cianobactérias.
        Nutrientes
        Macronutrientes e micronutrientes. Nutrientes essenciais e não-essenciais.
        Obtenção de Energia pelo Organismo
        Conversão da energia química em energia de trabalho físico. Energia metabolizável.
        Valor Energético dos Alimentos
        A bomba calorimétrica. Energia proporcionada pelos alimentos.
        Necessidades Energéticas do Organismo
        Componentes do gasto energético total: metabolismo basal, atividade física e efeito térmico dos alimentos. Quantificação dos gastos energéticos: calorimetria direta e indireta.
        Ingestão Recomendadas de Nutrientes e Objetivos Nutricionais
        Demandas nutricionais. Ingestão recomendadas de nutrientes em lactentes, na infância, em adolescentes e em mulheres gestantes e lactantes. Considerações práticas das ingestões recomendadas. Objetivos nutricionais para a população espanhola.
        Guias Alimentares
        Pirâmide alimentar: estrutura e valores diários. Guia alimentar do consumidor.
      4. Alimentação Naturista e Sensibilidade Alimentar

        Descrição dos mecanismos que o organismo humano utiliza para assimilar os alimentos, alterações na permeabilidade intestinal e as teorias nutricionais mais relevantes desde o ponto de vista higienista e/ou naturista.

        Fisiologia da Nutrição
        Digestão e absorção dos alimentos. Catabolismo e anabolismo celular.
        Alteração da Permeabilidade Intestinal
        Conceito de permeabilidade intestinal. Diagnóstico de alterações da permeabilidade intestinal. Causas do aumento da permeabilidade intestinal. Microrganismos responsáveis por alterações na permeabilidade intestinal. Consequências da alteração da permeabilidade intestinal.
        Estratégias Nutricionais Baseadas no Higienismo
        Alimentação baseada nos grupos sanguíneos. Alimentação primitiva. Jejum terapêutico.
    3. Fitoterapia e Aromaterapia
      1. Fitoterapia
      2. Aromaterapia
      1. Fitoterapia

        Estudo das diferentes formas de preparo, os principais medicamentos e a aplicação destes com fins fitoterapêuticos.

        Introdução
        Conceito e conteúdo da fitoterapia. História da fitoterapia. Novas tendências.
        Constituintes químicos dos medicamentos
        Aspectos gerais. Glucídios. Saponinas. Heterosídeos fenólicos monocíclicos. Heterosídeos cumarínicos. Heterosídeos flavônicos. Heterosídeos antociânicos. Taninos. Heterosídeos antraquinônicos e naftoquinônicos. Heterosídeos cardiotônicos. Heterosídeos enxofrados e cianogênicos. Lipídios. Óleos essenciais. Resinas e derivados. Alcalóides. Outros.
        Da planta ao preparo galênico
        Técnicas de obtenção, coleta, secagem e armazenamento do medicamento. Diferentes formas de preparo galênico: tinturas-mãe, sucos ou sumos, infusões, tisana, decocção, extratos.
        Fitoterapia Aplicada
        Fitoterapia do Sistema Nervoso Central: depressores centrais, estimulantes centrais, antipiréticos. Fitoterapia da dor e da inflamação. Fitoterapia do aparelho respiratório: antitussígenos, drogas ativas nas vias respiratórias inferiores, drogas ativas nas vias respiratórias superiores. Fitoterapia genitourinário: diuréticos, antissépticos urinários, antiprostáticos. Fitoterapia do aparelho digestivo: drogas de ação estomacal, drogas de ação intestinal, drogas de ação hepatobiliar. Fitoterapia do metabolismo: eméticos e antieméticos, hipolipidêmicos, tônico - vitalizantes, vitaminas, fitoterapia antiobesidade. Fitoterapia cardiovascular: cardiotônicos, antiarrítmicos, vasodilatadores coronários, anticoagulantes e antiagregantes, anti-hipertensivos. Fitoterapia dermatológica: antissépticos e cicatrizantes, hemostáticos, protetores.
        Monografias do Aparelho Digestivo, Metabolismo e Aparelho Geniturinário
        Aparelho digestivo: carminativos e estomacais, laxantes e purgantes, antidiarreia, coleréticos, hepatoprotetores. Metabolismo: tônicos - vitalizantes. Aparelho geniturinário: diuréticos, antiprostáticos.
        Legislação de Plantas Medicinais
        Evolução da legislação referente às plantas medicinais. Lei de medicamentos.
      2. Aromaterapia

        Estudo da Aromaterapia e sua aplicação através do tempo, plantas aromáticas, obtenção de óleos essenciais e essências.

        História da Aromaterapia
        A aromaterapia através do tempo e das civilizações. Tendências em aromaterapia - escolas.
        Aromaterapia
        Definição. Princípios da aromaterapia.
        Plantas Aromáticas
        Plantas medicinais. Laboratório da natureza. Diferenças entre essência e óleo essencial. Conceito de quimiotipo. Taxonomia geral. Principais famílias botânicas com plantas aromáticas.
        Obtenção de óleos essenciais e essências
        Métodos para a obtenção de óleos essenciais. Hidrolatos ou águas aromáticas. Requisitos para o uso em aromaterapia. Rendimentos dos óleos essenciais. Adulterações.
        Propriedades Físico-Químicas dos Óleos Essenciais
        Propriedades físicas mais comuns. Critérios de avaliação. Qualidade dos óleos essenciais. Polaridade dos óleos essenciais.
        Composição Química dos Óleos Essenciais
        Estrutura básica das moléculas aromáticas. Famílias Bioquímicas.
        Propriedades Terapêuticas
        Relação estrutural/atividade. As diferentes propriedades dos óleos essenciais.
        Toxicidade e Contra-indicações dos óleos essenciais
        Os óleos essenciais desaconselhados por via oral. Os óleos essenciais ministrados controladamente por via oral. Óleos essenciais com limitações de emprego tópico. Fatores que influenciam na toxicidade. Precauções.
        Uso Terapêutico dos Óleos Essenciais
        Método de aplicação de óleos essenciais. Formas galênicas apropriadas para diferentes vias de aplicação.
        Substâncias Condutoras Naturais
        Óleos vegetais de base. Extratos lipídicos. Tinturas e extratos alcoólicos.
        Área Psíquica - Psicoaromaterapia
        Conceito de aromaterapia na área psíquica. O sentido do olfato. Recursos de psicoaromaterapia. Principais óleos.
        Fichas Técnicas de Óleos Essenciais
        Gravidez e lactação. Crianças menores de 6 anos. Fichas Técnicas.
  • 2ª PARTE: Optativa
    1. Parte Optativa 1: Métodos Biológico-Naturistas
    2. Parte Optativa 2: Aplicação de Métodos Naturais
    3. Parte Optativa 3: Homeopatia
    4. Parte Optativa 4: Bases da Medicina Tradicional Chinesa
    1. Parte Optativa 1: Métodos Biológico-Naturistas
      1. Método Kousmine e Hidroterapia de Cólon
      2. Biorressonancia e Nutrição Ortomolecular
      1. Método Kousmine e Hidroterapia de Cólon
        1. Método Kousmine
        2. Hidroterapia de Cólon
        3. Hidrologia, Água MineroMedicinais e Balneoterapia
        4. Tipos Constitucionais em Acupuntura, Homeopatia e Naturismo
        5. Homeopatia e Homotoxicologia
        6. Sofrologia
        7. Florais de Bach
        8. Espagiria
        1. Método Kousmine

          Pretende-se apresentar a metodologia utilizada pela Dra. Kousmine para tratar enfermidades e seus 5 pilares de sustentação.

          O Método Kousmine
          Princípios que norteiam o Método Kousmine.
          Primeiro Pilar: Alimentação Saudável
          Erros alimentares atuais. Mais erros na alimentação atual. Principais conclusões sobre a alimentação atual. Programa terapêutico Kousmine.
          Segundo Pilar: Higiene Intestinal
          Matéria fecal normal. Flora microbiana. Causas dos transtornos na flora intestinal. Consequências da disbiose. Consequências da simbiose intestinal.
          Terceiro Pilar: Luta Contra a Acidificação. Controle do pH Urinário
          Noção de terreno.
          Quarto Pilar: Suplementos Nutritivos
          Medicina ortomolecular (Linus Pauling - 1968).
          Quinto Pilar: Imunomodulação
          Método. Implicações psicológicas. História da clínica Kousmine.
        2. Hidroterapia de Cólon

          Estudo do mecanismo e método da hidroterapia de cólon, seu uso através dos anos e os conceitos fisiológicos de sua aplicação.

          Aspectos Gerais da Hidroterapia de Cólon
          Higiene intestinal - a chave para estar em forma. História da hidroterapia de cólon. Os laxantes e os enemas. Método da hidroterapia de cólon.
          Anatomia Descritiva e Fisiologia do Sistema Digestivo
          Boca e esôfago. O Estômago. O intestino delgado. O Fígado. Vesícula Biliar. Pâncreas. Intestino grosso (cólon).
          Exploração Física do Sistema Digestivo
          Entrevista médica. Exame de abdômen. Chaves práticas para a hidroterapia de cólon.
          Estudos Diagnósticos Básicos das Afecções do Cólon
          Endoscopia digestiva. Laparoscopia. Estudos radiológicos. Ecografia. Tomografia computadorizada. Ressonância magnética. Análise de fezes. Hidroterapia de cólon.
          O Sistema Imunológico das Mucosas. Microflora Intestinal. Probióticos e Prebióticos
          Aspectos gerais do sistema imunológico das mucosas. Ecologia intestinal. Funções da Microflora Intestinal. Probióticos. Prebióticos.
          Alterações Funcionais do Intestino
          Alterações do intestino e do sistema nervoso entérico. Síndrome do intestino irritável.
          Diarreia e Prisão de Ventre
          Diarreia. Prisão de ventre.
          Doença Inflamatória Intestinal. Doença Diverticular do Cólon
          Doença Inflamatória Intestinal. Doença diverticular do cólon.
          Pólipos e Carcinoma Colorretal
          Pólipos. Câncer colorretal. Hidroterapia de cólon.
          Toxemia Intestinal
          Toxemia Intestinal.
        3. Hidrologia, Águas Mineromedicinais e Balneoterapia

          Pretende-se apresentar um dos métodos mais utilizados desde a antiguidade para prevenir e tratar doenças, através do estudo da história, a ação terapêutica, a água, as técnicas de balneação, o termalismo e as águas mineromedicinais.

          Hidroterapia
          História. Hidroterapia e hidrologia médica. Classificação das técnicas hidroterapêuticas. Ação terapêutica e preventiva. Indicações e contra-indicações.
          A Água
          Estrutura da água. Propriedades físico-químicas da água. Classificação das águas. Efeitos fisiológicos sobre o organismo.
          Técnicas de Balneação I
          Banhos totais e parciais. Envolturas, compressas e cataplasmas. Lavagens ou abluções e afusões. Duchas e jatos com pressão.
          Técnicas de Balneação II
          Aplicações especiais. Crioterapia. Termoterapia.
          Termalismo e Águas Mineromedicinais
          Termalismo. Conceito e história. Cura hidrotermal. Águas Mineromedicinais e termais. Conceito. Classificação das águas Mineromedicinais. Indicações e efeitos.
        4. Tipos Constitucionais em Acupuntura, Homeopatia e Naturismo

          Estudo da medicina espagírica, seus princípios, origem, evolução, preparação de medicamentos e metodologia.

          Os Tipos Constitucionais em Medicina
          Introdução e história. Definições. Constituição e herança. Tipos constitucionais segundo Kretschmer.
          Os Tipos Constitucionais em Acupuntura
          As constituições chinesas. As duas constituições básicas da acupuntura. As cinco constituições simples da acupuntura. As seis constituições compostas em acupuntura. As quatro constituições da escola coreana.
          Os Tipos Constitucionais em Homeopatia
          Introdução e história. Descrição dos tipos constitucionais em homeopatia. Outros métodos de classificação tipológica descritos em homeopatia.
          Os Tipos Constitucionais na Medicina Naturista
          Naturismo neo-hipocrático. Oligoterapia. Medicina ayurvédica.
        5. Homeopatia e Homotoxicologia

          Pretende-se estudar a história da homeopatia para compreender os seus princípios, definir a saúde e o individual saudável, classificar os tipos de energia, analisar o valor dos sintomas para fazer um diagnóstico, prescrever uma receita, dar orientações de gestão de um medicamento, tratar doenças crônicas e conhecer a ação biológica das toxinas no organismo.

          Introdução à Homeopatia
          História da homeopatia. História da semelhança da medicina. Princípios fundamentais da homeopatia e da teoria miasmática. Relação da homeopatia com as ciências. Concepções errôneas frequentes.
          Doutrina e Matéria Médica
          Introdução. História da doutrina e da matéria médica. Conceitos de saúde e de indivíduo saudável. Concepções errôneas frequentes.
          Energia ou Força Vital: O Vitalismo
          Conceitos. Classificação das Energias. Concepções errôneas frequentes.
          Enfermidades e Sintomas
          Definição de enfermidade. Conceitos. Estágios da doença. Os sintomas em homeopatia. Conceitos. Classificação dos sintomas. Exercício prático. Concepções errôneas frequentes.
          História Clínica e o Diagnóstico em Homeopatia
          A história clínica: exame do paciente. O diagnóstico em homeopatia. Hierarquização dos sintomas. Concepções errôneas frequentes.
          A Receita homeopática
          Introdução. Remédio. Potência do medicamento. Escala de diluição. Os métodos de preparo. Formas de administração. Concepções errôneas frequentes.
          Prescrição e Prognóstico
          A primeira prescrição. O prognóstico homeopático e clínico. A segunda prescrição. Indicações, abrangência, limitações e os erros da homeopatia. Concepções errôneas frequentes.
          As Doenças Crônicas
          Introdução. Tratamento de doenças crônicas. Conceito de miasma: Psora, Psicoses e Sífilis. Relação da teoria miasmática com outras teorias. Principais remédios homeopáticos e suas diáteses. Exercício prático. Lugares Concepções errôneas frequentes.
          Homotoxicologia
          Introdução. Definição de homotoxicologia. Conceito homotoxicológico de doença. Estágios da doença. Lei de Arnld e Schultz. Medicamentos anti-homotóxicos.
        6. Sofrologia

          Estudo da Sofrologia e suas aplicações através do estudo dos seus objetivos e princípios, da fenomenologia, da consciência e do terpnos logos.

          Sofrologia
          Definição. História. Princípios da sofrologia caycediana. Método Caycedo. A sofrologia não é.
          Sofrologia e Fenomenologia
          O que é a fenomenologia? Fenomenologia transcendental. Método fenomenológico.
          Sofrologia e Consciência
          O que é a consciência? Estados e níveis da consciência em sofrologia.
          Terpnos Logos
          De onde vem o terpnos logos? Teoria caycediana dos cinco sistemas vivenciais do ser.
          Aplicações da Sofrologia
          Indicações da sofrologia. Tratamento individual. Orientação terapêutica.
          Aplicações Médicas da Sofrologia
          Sofrologia clínica.
          Outras Aplicações Médicas da Sofrologia
          Ciências da saúde.
          Aplicações Não Médicas da Sofrologia
          Ciências humanas.
        7. Florais de Bach

          Pretende-se apresentar as terapias florais, sua história e seu mecanismo de ação, assim como a terapia do Dr. Edward Bach.

          As Terapias Florais
          Como funcionam as terapias florais?
          O Dr. Edward Bach
          Conferências e textos de Edward Bach.
          A Terapia Floral do Dr. Edward Bach
          Preparação das essências. Cor e calendário de florações das flores de Bach. Classificação do sistema floral de Bach. Descrição dos remédios. Teste de Personalidade para a Escolha do Floral de Bach.
        8. Espagiria

          Estudo da medicina espagírica, seus princípios, origem, evolução, preparação de medicamentos e metodologia.

          Medicina Espagírica
          Medicina Espagírica. Hipócrates. Método dos semelhantes. Paracelso: Pai da Espagiria. Alquimia e Espagiria. Origem e evolução.
          Princípios da Espagiria
          Princípios da Espagiria. Sistema Holístico. Princípio da semelhança. Princípio da Dualidade: aspecto dinâmico da dupla força cósmica. Princípio Ternário: enxofre, mercúrio e sal. Natureza Tripartida do Homem. Os quatro elementos. Quatro temperamentos. Os sete ciclos vitais. Os 12 climas biológicos.
          Farmacopeia
          Farmacopeia. Preparo dos medicamentos Espagíricos. Matéria Médica.
          Metodologia I
          Anamnese em Espagiria.
          Metodologia II
          Anamnese em Espagiria. Drenagem em Espagiria.
      2. Biorresonancia y Nutrición Ortomolecular
        1. Eletroacupuntura de Voll e Biorressonância
        2. Medicina Ortomolecular e Oligoelementos
        3. Neuralterapia e Neurofocalidade
        1. Eletroacupuntura de Voll e Biorressonância

          Estudar a Eletroacupuntura de Voll em comparação com a Acupuntura Chinesa, conhecer o que é a Biorressonância, suas aplicações e usos.

          Eletroacupuntura de Voll
          Introdução. A medição EAV. O diagnóstico na eletroacupuntura. Possibilidades terapêuticas. Os meridianos.
          Biorressonância
          Introdução. Conceito. História. Bases científicas. O aparelho de MORA. Terapias. Tratamento. Usos. Indicações clínicas. Aplicações. Doenças alérgicas e biorressonância. Geopatias - geobiologia e biorressonância. Segurança. Eficiência.
        2. Medicina Ortomolecular e Oligoelementos

          Pretende-se fazer uma revisão dos oligoelementos e proporcionar uma visão geral e prática da medicina ortomolecular para sua correta aplicação.

          Oligoelementos
          Introdução. Aspectos históricos. Definição. Princípios fundamentais dos oligoelementos. Formas de um oligoelemento. Aproximação terapêutica. Classificação dos oligoelementos. Variação sobre a flutuação dos oligoelementos. Forma terapêutica e administração. Diátese de Menetrier (oligoterapia catalítica). Metabolismo dos oligoelementos. Papel biológico e modo de ação dos oligoelementos. Interação entre os oligoelementos. Diagnóstico em laboratório dos oligoelementos. Possibilidades terapêuticas dos oligoelementos. Estudo detalhado de alguns oligoelementos.
          Medicina Ortomolecular
          Introdução. Conceito. A suplementação necessária. Princípios de identificação ou alma da medicina ortomolecular. Necessidade de nutrientes ou suplementos? Fatores que aumentam a demanda de nutrientes no organismo. História clínica. Protocolos médicos. Nutrição intravenosa. Diversidade analítica. Estudo detalhado de algumas vitaminas. Aminoácidos. Coenzimas.
        3. Neuralterapia e Neurofocalidade

          Estudo da Terapia Neural e Neurofocalidade, conhecer a história e entender como funciona o sistema vegetativo e sua importância para essas práticas médicas.

          Introdução à Neuralterapia e Neurofocalidade
          Introdução. Bases históricas. Terminologia utilizada em terapia neural e neurofocal. Sistema nervoso vegetativo ou autônomo.
          Modo de Ação da Terapia Neural
          Anestésicos locais. Fenômenos da terapia neural. Resistência corporal em terapia neural.
          Terapia Neural e Prática Clínica
          Introdução. Aplicação prática da terapia neural.
          Neurofocalidade
          Introdução. Neurofocalidade dentária. Técnicas de neurofocalidade.
    2. Parte Optativa 2: Aplicação de Métodos Naturais
      1. Antienvelhecimento, Ozonoterapia e Talassoterapia
      2. Terapias em Doenças Comuns
      1. Antienvelhecimento, Ozonoterapia e Talassoterapia
        1. Ozonoterapia
        2. Helioterapia, Talassoterapia, Aeroterapia e Geoterapia
        3. Pulsações de Ondas Magnéticas e Hipertermia
        4. Terapia Antienvelhecimento, Radicais Livres e Antiaging
        1. Ozonoterapia

          Estudo detalhado do ozônio e suas propriedades, a ozonoterapia, sua ação bioquímica sobre o metabolismo, sua aplicação e toxicidade.

          O que é o Ozônio. Aspectos gerais. História do Ozônio
          Aspectos gerais. Onde é encontrado o ozônio de forma natural. A contaminação atmosférica. O oxigênio na atmosfera. A camada de ozônio. História da ozonoterapia.
          Propriedades do Ozônio. Utilidade do Ozônio na Indústria e na Medicina
          Propriedade depuradora do ambiente e das águas residuárias. Os biocidas. Uso do ozônio na conservação de alimentos. Propriedades do ozônio no organismo humano. Resultados obtidos após a ozonoterapia. Ação bioquímica do ozônio sobre a reologia sanguínea.
          Perigos do Ozônio. Toxicidade. Contra-indicações Médicas
          As complicações pulmonares ao respirar certa concentração de ozônio. O alarme ambiental com ozônio. Limites de risco estabelecidos. A dose letal de O3. Toxicidade extrapulmonar do ozônio. Efeitos colaterais do ozônio. Contra-indicações da ozonoterapia.
          Características Físicas do Ozônio e a Comparação com o Oxigênio
          Características físicas e químicas do ozônio e a comparação com as do oxigênio. A fotossíntese e a aparição do oxigênio no planeta.
          Ação Bioquímica do Ozônio sobre o Metabolismo dos Princípios Imediatos e da Membrana Celular. Ozônio, Estresse Oxidativo e Radicais Livres
          Ação bioquímica sobre o metabolismo dos princípios imediatos. Ação do ozônio sobre o sangue. As consequências da vida aeróbica. Os radicais livres gerados pelo oxigênio (ROS). O estresse oxidativo. A membrana celular como alvos dos radicais livres.
          O Gerador de Ozônio. Sua Localização e Condições Básicas Requeridas. Acessórios Necessários. Kit de Primeiros Socorros
          Condições básicas de um gerador e acessórios. Mecanismo básico do gerador de ozônio. Como calcular a dose de ozônio a ser administrada. Controle do gerador de ozônio. Recomendações para o gerador de ozônio. Cuidados ao se trabalhar com o ozônio.
          Vias de Administração de Ozônio. Em Cavidades: Retal, Nasal, Auditiva, Vaginal e Bucodental
          As muitas aplicações do ozônio e as mais eficientes. Formas de administrar o ozônio. A concentração para cada via de aplicação. Aplicação retal: sistêmica e local. Aplicação ginecológica do ozônio. Aplicação na cavidade bucodental e faríngea. A aplicação de ozônio em otorrinolaringologia.
          Vias de Administração de Ozônio: A Via Venosa. A Auto-hemoterapia: Sistemas e Acessórios Necessários. A Anticoagulação
          Metodologia da auto-hemoterapia com ozônio. Mecanismo de ação da auto-hemoterapia. Protocolo Pessoal. O número de sessões e a concentração. Acessórios necessários para a grande AHT. Auto-hemoterapia menor ou IM. A via intratecal ou epidural.
          O Ozônio em Doenças Infecciosas. A Hepatite, A Herpes Zoster e Simples. Candidíase. A Ozonoterapia no Câncer
          Ozônio e anti-infecção. Experiências com animais. O tratamento das hepatites virais. Eficiência do ozônio em outras doenças virais: herpes zoster e simples. Amigdalite tratada com ozônio. Tratamento de osteomielite com ozonoterapia. A ozonoterapia no câncer.
        2. Helioterapia, Talassoterapia, Aeroterapia e Geoterapia

          Pretende conhecer a helioterapia, talassoterapia, aeroterapia e geoterapia, revisando suas histórias e estabelecendo as regras gerais para suas aplicações.

          Helioterapia
          Introdução. Conceito. Histórico. Radiação e luz solar. Doenças relacionadas com a Helioterapia. Terapêutica.
          Talassoterapia
          Introdução. Conceito. Histórico. Bases de Talassoterapia. Efeitos Terapêuticos. Terapêutica. Indicações e contra-indicações.
          Aeroterapia
          Introdução. O Ar. A Pele. Banhos de ar. A respiração.
          Geoterapia
          Conceito. Histórico. Materiais utilizados na Geoterapia.
        3. Pulsações de Ondas Magnéticas e Hipertermia

          Estudo da aplicação medicinal da eletricidade e do magnetismo, das propriedades elétricas das células, dos campos eletromagnéticos, da água no corpo humano e dos principais tratamentos.

          O Bioeletromagnetismo Aplicado ao Tratamento de Doenças
          Introdução. Aspectos gerais.
          Eletricidade e Propriedades Elétricas das células. Função da membrana Celular
          Eletricidade. Propriedades elétricas das células.
          Comunicação Celular Elétrica e Magnética no Corpo Humano. Propriedades Elétricas das Células Cancerosas. Mecanismos de Comunicação e Ressonância
          Fundamentos biológicos da comunicação celular. Bases fisiológicas e moleculares. Transdução de sinal. A comunicação elétrica e magnética. Propriedades elétricas das células cancerosas.
          Campos Eletromagnéticos e Células
          Magnetismo. Elementos magnéticos no organismo humano. Mecanismo de interação do campo magnético com o organismo.
          Meio Celular, Plasma Intracelular e Extracelular: A Água do Nosso Corpo
          Importância biológica e as características da água. A água do nosso corpo. Alterações minerais e de água nas células danificadas. A Água, mais que um simples solvente. A água de cristal líquido, a magnetita e os chacras.
          Tratamentos com Campos Eletromagnéticos e seus Resultados
          Premissas. Tecnologia básica dos campos eletromagnéticos no uso clínico. Tratamento com pulsações de campos magnéticos. Efeitos colaterais. Benefícios do tratamento. O tratamento metabólico do Dr. Sodi Pallarés. Experiência com o gerador de pulsos magnéticos Papimi.
          Tratamentos elétricos
          Premissas. Efeitos gerais da corrente elétrica no corpo. Tipos de correntes elétricas usadas na medicina. Experiência com a galvanoterapia. Aparelho médico BET 7.
          Protocolos, Casos, Resultados
          Introdução. A experiência no tratamento com pulsações de campos magnéticos. Uso do aparelho de ondas Papimi. Experiência com terapia elétrica contra o câncer usando o BET 7. Experiência de terapias combinando pulsações de campos magnéticos com o equipamento Papimi e outros tratamentos terapêuticos. Tratamento com água de cristal líquido.
        4. Terapia Antienvelhecimento, Radicais Livres e Antiaging

          Estudo do envelhecimento e suas principais teorias, influências genéticas, influências hormonais, o papel dos radicais livres e antioxidantes, toxinas ambientais, a dieta, a desintoxicação e a longevidade.

          Conceitos
          Dados estatísticos sobre o envelhecimento. O que é envelhecer? Considerações de "teorias históricas". Teorias atuais sobre o envelhecimento.
          Genética no Processo de Envelhecimento
          Genética da vida.
          Os Hormônios no Processo de Envelhecimento
          Estrutura glandular. Ações do colesterol dentro de fisiologia celular. Fatores que influenciam na disfunção hormonal. Hormônios de crescimento (HGH, GH). Melatonina.
          Radicais Livres
          Conceitos. Capacidade de absorção dos radicais livres pelos alimentos. Técnica de medição dos radicais livres.
          Antioxidantes
          Conceito. Como agem os antioxidantes? Tipos de antioxidantes.
          Toxinas Ambientais
          Conceito. Contaminantes. Doenças causadas por toxinas ambientais.
          A Dieta como Terapia antiaging
          Conceito. Principais causas da carência de antioxidantes nos alimentos. Toxicidade Intrínseca dos alimentos. Toxicidade extrínseca dos alimentos. Alimentos transgênicos.
          Micronutrientes: Alimento para as Células
          Conceito. Base histórica da medicina ortomolecular. Oligoelementos intracelulares e extracelulares. Mecanismo de ação dos oligoelementos. Relação entre os minerais e as vitaminas. Conceito de transmutação biológica. Demanda e características dos oligoelementos.
          Desintoxicação: Chave do Bom Equilíbrio Corporal
          Conceito. Organismos envolvidos. Alimentos tóxicos e envelhecimento. Técnicas médicas de desintoxicação.
          Longevidade, a Nova Fronteira
          Conceito. Telomerase. SIRT1.
      2. Terapias em Doenças Comuns
        1. Nutrição em Patologias Comuns
        2. Terapias Biológico-Naturistas de Doenças Comuns
        1. Nutrição em Patologias Comuns

          Estudo das doenças: obesidade, diabetes, hipertensão arterial, arterosclerose, câncer, saúde bucal, prisão de ventre e álcool e nutrição.

          Obesidade
          Definição e prevalência. Quantificação da obesidade. Composição corporal e tipos de obesidade. Fisiologia do tecido adiposo. Etiopatogenia da obesidade. Obesidade e riscos para a saúde. Tratamentos de emagrecimento. Dieta de manutenção.
          Dieta e Diabetes
          Definição e critérios diagnósticos. Prevalência. Classificação. Os distúrbios metabólicos. Tratamento de pacientes diabéticos.
          Nutrição e Hipertensão Arterial
          Conceito. Prevalência. Diagnóstico. Bases fisiológicas da pressão arterial. Classificação e fisiopatologia. Efeitos da hipertensão arterial. Tratamento.
          Nutrição e Aterosclerose
          Introdução. Etapas de formação do ateroma. Os fatores de risco. Manifestações clínicas. Prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.
          Osteoporose
          Constituição óssea. Dinâmica Óssea. Regulação endócrina do cálcio. Etiologia. Prevalência. Evolução fisiológica da estrutura óssea. Os fatores de risco. Prevenção e tratamento.
          Nutrição e Câncer
          Introdução. Processos de carcinogênese por agentes químicos. Influência da nutrição no processo de carcinogênese. As recomendações nutricionais para a prevenção do câncer. Nutrição e câncer.
          Saúde Bucal e Nutrição
          Introdução. Bases morfológicas e fisiológicas do dente. Cárie dentária: evolução, etiologia, patogênese e prevenção. A doença periodontal: evolução, sintomas, fisiopatologia e prevenção, nutrição e tratamento.
          Prisão de Ventre
          As características gerais, os sintomas e prevalência. Etiologia e fisiopatologia. Tratamento nutricional e alimentar. Considerações farmacológicas.
          Álcool e Nutrição
          Introdução. Aspectos digestivos e metabólicos do álcool. Aspectos nutricionais do álcool. Álcool e o estado nutricional.
        2. Terapias Biológico-Naturistas de Doenças Comuns

          Pretende-se oferecer uma visão geral das terapias biológico-naturistas e suas aplicações específicas nas doenças mais comuns.

          Descrição Geral das Terapias
          Introdução. Ayurveda. Medicina Tradicional Chinesa. Medicina Popular e Caseira. Fitoterapia. Aromaterapia. Homeopatia. Remédios florais. Nutrição Ortomolecular e oligoelementos.
          Tratamentos de Doenças Comuns
          Transtornos da mente e do emocional. Distúrbios do cérebro e dos nervos. Afecções da pele. Afecções oculares. Distúrbios da audição. Alterações nasais. Afecções dentais. Distúrbios da boca e da garganta. Doenças respiratórias e pulmonares. Distúrbios do coração, sangue e circulação. Doenças do sistema digestivo. Doenças do sistema urinário. Doenças do sistema reprodutivo. Doenças endócrinas. Distúrbios do sistema imunológico. Distúrbios do sistema músculo-esquelético.
    3. Parte Optativa 3: Homeopatia
      1. Homeopatia
      1. Homeopatia
        1. Bases e Princípios Homeopáticos
        2. Aplicações do Método Homeopático
        3. Matéria Médica Homeopática
        4. Clínica Homeopática
        1. Bases e Princípios Homeopáticos

          Estudar a Homeopatia como método terapêutico, seu histórico, seus fundamentos, aplicação, dosagem e prescrição em diferentes doenças.

          História da Homeopatia
          A influência dos médicos antigos e contemporâneos em Hahnemann. Biografia de Samuel Hahnemann. A medicina na época de Hahnemann.
          Farmacopeia Homeopática
          Preparação de remédios homeopáticos. Método de diluição e dinamização. Constituição farmacêutica das substâncias homeopáticas. Isopatia. Remédios de órgãos. Precauções específicas para o uso de medicamentos homeopáticos.
          Metodologia
          Os princípios gerais e a metodologia da homeopatia. A aplicação prática. Primeira particularidade: como estudar as patogêneses? Segunda particularidade: "doença semelhante" – semiologia clássica e semiologia homeopática. Determinação de medicamentos homeopáticos em doenças agudas. Dosagem e prescrição em doenças agudas. Semiologia Homeopática. Pura experimentação. Doenças crônicas - miasma.
        2. Aplicações do Método Homeopático

          Estudo da terapêutica homeopática nas patologias aguda e crônica, principais medicamentos, considerações sobre consultas e opções de tratamento.

          Em Patologias Agudas
          O tipo sensível. A matéria médica homeopática. Método de aplicação.
          Em Patologias Crônicas
          A noção de terreno. A noção de modo reativo crônico. A noção de tipo sensível. Determinação de medicamentos homeopáticos. Nosódios – bioterápico e isoterápicos. Principais medicamentos do modo reacional psóricos. Principais medicamentos do modo reacional psicótico.
          Considerações Sobre a Consulta
          A coleta da informação. A observação. Bases de clínica homeopática.
          Recomendações sobre remédios homeopáticos
          Precauções e incompatibilidades. Como saber se um medicamento é adequado. Evolução do quadro. Opções de terapêuticas.
        3. Matéria Médica Homeopática

          Estudo individual e detalhado dos medicamentos homeopáticos mais usados: origem, descrição, ação geral, sintomas característicos, correspondências etiológicas, indicações clínicas e prescrição.

        4. Clínica Homeopática

          Estudo detalhado da terapêutica homeopática em doenças agudas e doenças crônicas, dos medicamentos homeopáticos usados com sucesso na prática médica em diferentes situações, dependendo do estágio da doença e da área afetada.

          PARTE I - NIVEL BÁSICO: PATOLOGiA AGUDA
           
          Patologia Infecciosa e Geral
          Advertência. Patologia infecciosa. Patologia geral.
          Aparelho ORL e Pneumologia: Patologia Aguda
          Corizas Agudas. Sinusite aguda e subaguda. Otite aguda. Rouquidão e afonia. Angina aguda. Laringite e traqueíte aguda. Bronquite e bronquiolite agudas. Pneumopatias agudas.
          Gastroenterologia
          Aparelho digestivo. Estomatologia aguda: dores - hemorragias - infecção. Dentição. Cólicas hepáticas. Hepatites agudas. Vômitos acetonêmicos de crianças. Gastroenterite aguda de lactantes e adultos.
          Aparelho Urogenital
          Ginecologia. A dismenorreia. O mioma uterino. As infecções ginecológicas crônicas. O mastose. A menopausa. A menorragia. A síndrome pré-menstrual.
          Dermatologia
          Pele e mucosas. Queimaduras cutâneas. Urticária aguda. Picadas de insetos. Conjuntivite aguda não alérgica. Herpes zoster.
          Aparelho Vascular
          Hemorragia. Flebite superficial dos membros inferiores. Hemorróidas agudas.

          PARTE II - NÍVEL AVANÇADO: PATOLOGIA CRÔNICA

          Aparelho ORL e Aparelho Respiratório
          Afecções ORL mais recorrentes. A bronquite crônica. Corizas periódicas e não-periódicas. Asma. Pólipos nasais e dos seios.
          Aparelho Digestivo
          Síndromes dispépticas. Úlceras gastroduodenais e gastrites. Colonopatia funcional. A retocolite hemorrágica. Hemorróidas. Cirrose hepática alcoólica.
          Ginecologia (Dermatologia e Ginecologia, Mioma Uterino, Infecções Ginecológicas Crônicas, Mastose, Menopausa).
          Dermatologia e ginecologia. A dismenorreia. Mioma uterino. Infecções Ginecológicas Crônicas. O mastose. A menopausa. As menorragias. A síndrome pré-menstrual.
          Aparelho Urinário
          Infecções urinárias mais recorrentes. Urolitíase. Pólipo vesicular. Prostatismo.
          Aparelho Circulatório
          Contribuição da homeopatia nas doenças cardiovasculares. A arteriosclerose e a aterosclerose. Arteriopatias dos membros inferiores. Contribuição da homeopatia no tratamento da hipertensão arterial. As varizes dos membros inferiores. Úlceras varicosas dos membros inferiores. Acrocianose e síndrome de Raynaud. Eritema pérnio.
          Dermatologia
          A dermatite alérgica ou atópica. Micoses da pele e das unhas. Acnes. Herpes. Verrugas, condilomas, molusco contagioso.
          Sistema Nervoso
          Dores de cabeça e enxaquecas. Vertigem. Possibilidades e limites teóricos da homeopatia no tratamento de transtornos emocionais, psicológicos e psicossomáticos. Ansiedades. Os estados depressivos em adultos. Insônia em adultos. Distúrbios do sono em crianças. Distúrbios de conduta e adaptação escolar.
          Aparelho Osteoarticular
          Principais medicamentos sintomáticos de doenças reumáticas. Função da homeopatia no tratamento da artrose. Reumatismos inflamatórios crônicos. Gota.
    4. Parte Optativa 4: Bases da Medicina Tradicional Chinesa
      1. Bases da Medicina Tradicional Chinesa
      1. Bases da Medicina Tradicional Chinesa
        1. Teoria Básica (Parte I)
        2. Teoria Básica (Parte II)
        3. Diagnóstico
        4. Auriculoterapia e Opções Terapêuticas da Medicina Tradicional Chinesa
        1. Teoria Básica (Parte I)

          Tem por objetivo fornecer uma visão geral e introdutória da Medicina Tradicional Chinesa através do estudo de suas teorias específicas, da sua realidade clínica, das substâncias vitais, dos órgãos e das suas áreas funcionais.

          Medicina Chinesa: Introdução e Conceitos Gerais
          Introdução. Teoria do Yin - Yang. Teoria das Cinco Fases ou Cinco Elementos.
          Substâncias Vitais: Qi, Xue, Jinye, Jing
          O Qi. O Sangue, Xue. Fluidos Orgânicos, Jinye. Relações entre Qi, Xue e Jinye (Energia, Sangue e fluidos corporais).
          Os Órgãos e suas Áreas Funcionais I. Os Zang
          Teoria dos Zangfu. Introdução e conceitos gerais. As Cinco Vísceras (Zang).
          Os Órgãos e suas Áreas Funcionais II. Os Zangfu: Os Fu (entranhas) e os Qihengzhifu (Orgãos Extraordinários)
          Os Órgãos e as suas áreas funcionais: As Seis Entranhas (Liu Fu). Os Qihengzhifu: Órgãos Anexos ou Entranhas extraordinárias. Relações entre os Zang (Zang e Zang). Relações entre Vísceras e Entranhas.
        2. Teoria Básica (Parte II)

          Estudo da Medicina Tradicional Chinesa através de três conceitos fundamentais: os meridianos, etiologia e fisiopatologia.

          Meridianos ou Via Energéticas: O Jing Luo, Sistema de Meridianos e Colaterais
          O Jing Luo. Os Meridianos principais. Os 8 Meridianos Suplementares (Qijing, Qi Jing). Os 12 Ramos Secundários. Os 12 Meridianos Tendinomusculares. As 12 Áreas Cutâneas (dermátomos). Os Meridianos LUO, ou Colaterais. Circulação detalhada dos 14 meridianos (12 Principais e 2 Suplementares). Circulação detalhada dos 8 meridianos extraordinários.
          Etiologia na Medicina Tradicional Chinesa
          Conceito de Etiologia de acordo com a MTC. Os Seis Fatores Climáticos. Fatores infecciosos. Fatores psíquicos: as SETE Emoções. Fatores nutricionais, fadiga excessiva e descanso excessivo. Traumatismos: Fatores Traumáticos. Tanyin (Tan - Yin) e Estase Sanguínea.
          Fisiopatologia na Medicina Chinesa
          Sistema imunológico e Fatores Patógenos. Conceitos e interações. Estado do sistema de defesa e do fator patógeno. Mudanças de tipo SHI e XU. Desequilíbrios de Yin e Yang. Fisiopatologia do Qi e do Sangue. Fisiopatologia dos Fluidos Corporais. Fisiopatologia: alterações internas. Alterações patológicas dos Meridianos. Fisiopatologia de Órgãos.
        3. Diagnóstico

          Estudo das duas fases do processo de diagnóstico: a coleta de dados e a análise e interpretação, utilizando a observação, a auscultação da palpitação, o questionário e o toque.

          Introdução
          Princípios do Diagnóstico na Medicina Tradicional Chinesa. Métodos Diagnósticos.
          A Observação - Wang -
          Introdução. A observação geral do paciente. A observação da aparência e do comportamento. Observação de determinadas partes do corpo. A pele. Observação do dedo indicador em crianças. Observação da área dos meridianos. Observação da língua. A constituição.
          Ausculta. Olfato - Wen -
          Ausculta. Olfato.
          O Questionário - Wen -
          O protocolo do questionário. Sobre o frio e o calor. Sobre transpiração. Sobre a dor - Tong . A cabeça e o corpo. Tórax e abdômen. Sobre os ouvidos e olhos. Sobre o sono. Sobre bebidas e comidas. Sobre as fezes e a urina. Temas específicos do sexo masculino. Temas específicos do sexo feminino. Temas específicos das crianças.
          O Toque
          Palpação do pulso. A palpação do corpo.
        4. Auriculoterapia e Opções Terapêuticas da Medicina Tradicional Chinesa

          Estudo da auriculoterapia através de sua história, suas diversas escolas, a anatomia auricular, suas ferramentas de diagnóstico e técnicas de tratamento.

          Auriculoterapia
          Teoria da Auriculoterapia. Anatomia auricular e localização dos pontos. Prática da Auriculoterapia. Métodos de tratamento. Repertório terapêutico.
          Opções Terapêuticas da Medicina Tradicionais da Chinesa
          Aspectos gerais da Medicina Tradicional Chinesa. Acupuntura. Moxibustão. Qi Gong. Tuina. Fitoterapia Tradicional Chinesa.
  • 3ª PARTE: DISSERTAÇÃO DE Master
  • A última parte do Master está destinada à realização da Dissertação de Master.

    A Dissertação deverá ser baseada no documento "Pautas para Elaboração da Dissertação de Master" que o aluno receberá na primeira entrega do material didático.


Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode estar sujeito a pequenas modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.