Especialização em Grafologia e Neuroescrita

Apresentação do Programa

A Grafologia é uma disciplina que tem por objetivo descobrir e conhecer o caráter e a personalidade humana através do estudo e da análise da escrita manuscrita e de outras formas de expressão gráfica.

Através desta disciplina, podemos reconhecer os traços dominantes que determinam nosso comportamento; as aptidões, atitudes e os desejos inconscientes que subjazem a este.

A Grafologia tem uma longa história de validação na Europa (principalmente em universidades francesas, alemãs, suíças e italianas). Apesar disto, há poucos especialistas com formação universitária nessa área. Os excelentes resultados verificados por empresas privadas, públicas e instituições judiciais fazem com que, a cada vez, sejam mais os profissionais de âmbitos interdisciplinares que se interessam pela Grafologia Científica, por ser esta uma disciplina de fácil aplicação, versátil, discreta e, se aplicada com metodologias confiáveis, com alto grau de validade.

O Sistema Neuroescritural é um conjunto de técnicas projetivas-neuroescriturais que tem como finalidade identificar, através da decodificação do grafismo, as características cognitivas e psicomorfocinéticas de quem escreve. Seu objeto de estudo é a trajetória gráfica, atendendo à sua morfologia, seus movimentos implícitos e explícitos e às relações dimensionais existentes entre esta e a superfície receptora da mesma.

A Especialização em Grafologia e Neuroescrita é um programa teórico-prático proposto pelo enfoque da Grafologia Clássica e da Neuroescrita. Concebida para que os alunos possam reconhecer, decodificar, analisar construções gráficas diversas e realizar um relatório descritivo e grafopsicológico de um sujeito através de nossa proposta metodológica e curricular.

Este curso de especialização, devido à sua proposta metodológica atualizada e inovadora, tanto de desenho e orientação de conteúdos teóricos quanto de trabalho prático regular e fiscalizado, está voltado a profissionais de diversas áreas que queiram conhecer ou ampliar sua formação nesta apaixonante disciplina enquadrada nas Ciências Sociais e Naturais, e também para aqueles que se interessem por conhecer suas aplicações para aplicá-las, principalmente, no âmbito profissional-empresarial.

A quem é dirigido

A estrutura do programa de especialização orienta-se a profissionais de diversas áreas que estejam interessados em adquirir conhecimentos acerca desta disciplina científica: psicólogos, pedagogos, educadores, psicoterapeutas, criminologistas, consultores de recursos humanos, comunicadores, advogados, juristas, consultores diretivos, responsáveis por projetos e outros interessados em trabalhar como peritos em grafologia e/ou analistas neuroescriturais. Em geral, profissionais que se interessem por conhecer suas aplicações para desenvolvê-las no âmbito pessoal, profissional-empresarial e organizacional, ou que queiram também atualizar e/ou potencializar suas competências pessoais e sociolaborais.

Titulação

Ao concluir o Programa com sucesso, o aluno receberá um Certificado de titulação de: TÍTULO OFICIAL/TÍTULO PRÓPRIO DE ESPECIALISTA EM GRAFOLOGIA E NEUROESCRITA ou PERITO EM GRAFOLOGIA E NEUROESCRITA. Emitido pela Universidade em que se matriculou no Programa, dentro da rede de Universidades em que a FUNIBER participa.

No Diploma especifica-se a natureza do Programa (Diplomado, Especialização, Especialista, Pós-graduação ou Extensão Universitária) em função da nomenclatura vigente em cada país.

Estrutura do Programa

A duração estimada para a realização da Especialização em Grafologia e Neuroescrita é de 420 horas (42 créditos ECTS).

Em relação à distribuição do tempo, estabelece-se que:

  • Por ser um Programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, motivo pelo qual o aluno pode realizar a matrícula a qualquer momento, sempre que houver vagas disponíveis.
  • Por motivos acadêmicos e de aprendizagem o Programa possui uma duração mínima de 6 meses.
  • O prazo máximo para a realização do programa é de 12 meses. Neste período, o aluno deve ter sido aprovado em todas as avaliações correspondentes, assim como no Projeto Final.

A estrutura de créditos da especialização em Grafologia e Neuroescrita se apresenta a seguir:

MODULOS (CARÁTER) CRÉDITOSa
ECTS
UNIDADE 
TEMPORALb
Psicologia Geral para Grafólogos 3 1º.semestre
Fundamentos Grafológicos 3 1º.semestre
Grafopsicologia: A análise do comportamento escrito 4 1º.semestre
Decodificação Neuroescritural através do Dinamografismo 4 1º.semestre
Decodificação Neuroescritural dos Gêneros Gráficos 4 1º.semestre
Decodificação Neuroescritural através da Assinatura 4 2º.semestre
Seminários Práticos: Intelecção Neuroescritural I e II com aplicação em Recursos Humanos,
área Educacional e Forense (Obrigatória)
4 2º.semestre
Testes Grafológicos e Testes Projetivo-gráficos 3 2º.semestre
O Perfil Grafopsicológico: Comunicação escrita, confecção e redação de relatórios
(Obrigatória)
3 2º.semestre
Trabalho Final 10 1º.semestre 
2º.semestre
TOTAL 42 12 meses

a. Um (1) crédito ECTS (European Credit Transfer System) equivale a 10 horas. Se o aluno cursar o Programa matriculado em uma universidade não pertencente ao Espaço Europeu de Educação Superior (EEES), a relação entre créditos/horas pode variar.

Objetivos

Objetivo geral:

  • Conhecer, compreender e dominar aspectos fundamentais da Grafologia e Neuroescrita seguindo o rigor de uma disciplina de caráter científico, tanto em seu aspecto formal, teórico e prático quanto nas bases e no contexto psicossocial no qual está inserida.
  • Reconhecer, decodificar, analisar construções gráficas diversas e realizar um relatório descritivo da personalidade a partir da proposta da Grafologia e Neuroescrita, com o objetivo de elaborar, ao final, um relatório completo a respeito das capacidades pessoais, intelectuais e psicossociais de um sujeito.
  • O programa de Especialização em Grafologia e Neuroescrital da FUNIBER pretende fomentar a transferência de competências, experiências, metodologias e ferramentas que desenvolvam profissionais eficientes e empreendedores no campo da Grafologia e Neuroescrita.

Objetivos específicos:

  • Introduzir ao aluno conceitos básicos próprios da psicologia e da grafologia, permitindo compreender critérios conceituais pertinentes e de uso cotidiano para um grafólogo.
  • Conhecer a origem e a história da Grafologia e as principais escolas Europeias e Latino-americanas. Compreender o estado atual desta disciplina.
  • Identificar e reconhecer as motivações pessoais de um indivíduo ao escrever.
  • Conhecer, compreender e dominar os esboços teóricos da grafologia científica, além das metodologias neuroescriturais de avaliação.
  • Promover o conhecimento desta disciplina e avaliar as competências cognitivas, afetivas e sociais de um sujeito através de sua aplicação.
  • Aplicar esse sistema analítico, com o objetivo de atender necessidades e requerimentos gerados dentro da empresa em relação a seus funcionários (mobilidade, definição de funções, possíveis contratações, gestão de talento) ou onde seja necessária uma definição clara de perfis de profissionais.
  • Orientar os alunos para o desenvolvimento de planos e projetos de futuro pessoal e projeção profissional nesta área específica.

Plano de estudos

Especialização em Grafologia e Neuroescrita é composta por 9 disciplinas e um trabalho de pesquisa ou projeto de final de curso (trabalho final de especialização).

Disciplinas (32 créditos), Trabalho Final (10 créditos), total 42 créditos correspondentes a 420 horas letivas

  • 1ª PARTE: DISCIPLINAS (420 HORAS)

Este programa se apresenta como uma especialização profissional de alto valor agregado, primeiramente por considerar que os profissionais que assumem este novo desafio formativo procedem de diversas áreas de estudo, motivo pelo qual é importante destacar uma primeira disciplina de psicologia geral. Esta disciplina abordará conceitos básicos imprescindíveis para o entendimento, compreensão e assimilação da relação entre a psicologia, a disciplina grafológica e a detecção de perfis grafopsicológicos para basear o real entendimento deste instrumento e sua correta aplicação no âmbito de desenvolvimento e trabalho pessoal, social e profissional/empresarial, atentando, como já se mencionou, à natureza diversa dos profissionais que realizarão este curso e considerando os atuais ambientes sociais de incertezas, crise econômica e a crescente competitividade.

As disciplinas permitem conhecer e compreender esta especialização em Grafologia e Neuroescrita, desde seus fundamentos teóricos e conceituais básicos até o aprofundamento dos conteúdos próprios e pertinentes ao curso para que o aluno consiga dominar e obtenha uma compreensão real da metodologia de trabalho da Grafologia e da Neuroescrita.

As disciplinas e créditos correspondentes que compõem o programa se apresentam na seguinte tabela:

Descrições dos Cursos

  1. PSICOLOGIA GERAL PARA GRAFÓLOGOS:

    Esta disciplina introdutória tem por objetivo aproximar dos alunos, especialmente aqueles provenientes de áreas diferentes da formação em psicologia, os conhecimentos básicos fundamentais da ciência psicológica, permitindo sistematizar estes conhecimentos e formular uma caracterização geral do funcionamento do aparelho psíquico através da delimitação de dois Processos Básicos: a Afetividade e a Cognição. Analisaremos também aspectos importantes como: memória, atenção, motivação, emoção, instinto, conduta, aprendizagem, representação, pensamento, linguagem, percepção, consciência, inconsciente e personalidade.

    INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA PSICOLOGIA: CAMPOS DE APLICAÇÃO E ENFOQUES TEÓRICOS.
    A PSICOLOGIA COMO CIÊNCIA: FUNDAMENTOS PSICOBIOLÓGICOS.
    PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS.
    MEMÓRIA E ATENÇÃO.
    LINGUAGEM E PENSAMENTO.
    EMOÇÕES.
    SENSAÇÃO E PERCEPÇÃO.
    PERSONALIDADE E CARÁTER.
  2. FUNDAMENTOS GRAFOLÓGICOS:

    Nesta disciplina iniciaremos um breve panorama pela história da escrita e sua evolução para nos centrarmos no conhecimento dos princípios gerais e das bases científicas que sustentam a Grafologia como disciplina coadjuvante de outras ciências sociais e humanas. Apresentaremos as principais escolas e associações existentes atualmente em âmbito mundial.

    Conheceremos os últimos avanços e pesquisas em neurociências e neurociências cognitivas, que respaldam a relação escrita-conduta, e aprofundaremos as funções corticais envolvidas no ato escritural; a memória procedimental e suas implicações no ato escritural.

  3. GRAFOPSICOLOGIA: A ANÁLISE DA CONDUTA ESCRITA:

    A Grafologia Científica é uma disciplina que tem por objeto descobrir e reconhecer o caráter e a personalidade humana através do estudo e da análise da escrita manuscrita em conjunto com outras formas de expressão gráfica.

    Através desta disciplina, é possível reconhecer as características dominantes que determinam nosso comportamento; as aptidões, as atitudes e os desejos inconscientes inerentes ao comportamento.

    Esta disciplina se enquadra no âmbito da aprendizagem da grafologia clássica, considerando que o objeto de estudo desta disciplina científica é a escrita manuscrita e qualquer outra forma de manifestação gráfica. A partir deste conceito, surgem as diferentes áreas e especialidades que competem à grafologia. Nesta disciplina serão estudados e analisados os aspectos e subaspectos gráficos, letras reflexas e padrões gestuais.

    A grafopsicologia nos permite, a partir desta perspectiva, aplicar a técnica grafológica para uma interpretação de caráter científico a respeito das qualidades intelectuais, volitivas e sociais de um sujeito.

  4. DECODIFICAÇÃO NEUROESCRITURAL ATRAVÉS DO DINAMOGRAFISMO:

    Iniciaremos a aprendizagem da grafologia científica com a metodologia denominada Dinamografismo, que permite decodificar qualquer construção gráfica, de uma letra, corpus de escrita, números e assinaturas. Nesta disciplina, o aluno aprenderá a decodificar principalmente a letra itálica, script e imprensa, com o propósito de elaborar um esboço do perfil psicológico.

  5. DECODIFICAÇÃO NEUROESCRITURAL DOS GÊNEROS GRÁFICOS:

    Continuamos a aprendizagem da grafologia nos centrando, neste momento, nos gêneros gráficos existentes nos corpus de escrita, com o fim de delimitar o perfil Neuroescritural de quem escreve e sua relação com os traços psicológicos estruturais e/ou temporais não significativos.

  6. DECODIFICAÇÃO NEUROESCRITURAL DA ASSINATURA:

    Nesta disciplina conheceremos, analisaremos e aprenderemos a considerar diferentes critérios analíticos de assinaturas puras, assinaturas com rubricas e rubricas puras como a construção gráfica distintiva do sujeito em estudo, o que nos permitirá refletir sobre os traços e condutas mais automatizadas do escrevente.

  7. SEMINÁRIOS PRÁTICOS: INTELECÇÃO NEUROESCRITURAL I E II COM APLICAÇÃO EM RH, ÁREA EDUCACIONAL E FORENSE:

    Duas instâncias de aprendizagem que nos permitirão aplicar o conhecimento adquirido de maneira formal. Aplicaremos todo o conhecimento adquirido nas disciplinas anteriores sobre o Dinamografismo, os Gêneros Gráficos e as Assinaturas. Desenvolveremos exercícios práticos voltados à elaboração de relatórios integrais, abordando o estatografismo, como norma de apresentação escrita e redacional, com tratamento de casos reais, exposição verbal de resultados e defesa de casos em grupo.

  8. TESTES GRAFOLÓGICOS E TESTES PROJETIVO-GRÁFICOS:

    Neste curso nos aproximaremos das técnicas projetivo-gráficas descrevendo, primeiramente, as bases teóricas e práticas dos testes gráficos e sua aplicação instrumental como método colaborador de diagnóstico e avaliação da personalidade. Realizaremos uma compilação dos testes e exames mais utilizados no campo grafológico e do Sistema Neuroescritural; suas indicações, contraindicações, sua aplicação e administração.

  9. O PERFIL GRAFOLÓGICO: COMUNICAÇÃO ESCRITA, ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DE RELATÓRIOS:

    É importante conhecer a atual regulação e o código ético profissional do especialista grafologista; o perfil pessoal, profissional e suas competências. Isto nos permitirá adequar nossa atividade profissional e adaptá-la à nossa realidade, tanto geográfica quanto pessoal e profissional, atendendo ao exercício que realizemos desta profissão. Posteriormente, definiremos e perfilaremos o relatório Neuroescritural: os elementos básicos de análise, a redação e, em síntese, os passos a seguir para concluir nosso trabalho com um relatório que descreva e sintetize fiel e consistentemente um determinado sujeito.

  10. TRABALHO FINAL:

    O corpo docente considerará os seguintes critérios desenvolvidos pelo aluno:

    1. Trabalho de aprofundamento sobre algum dos conteúdos desenvolvidos durante o curso.
    2. Trabalho de pesquisa sobre algum tema de interesse para a disciplina grafológica e/ou Neuroescritural ou de relevância para o aluno e que, por tanto, seja enriquecedor para seu futuro laboral/profissional.
    3. Apresentação e análise de casos reais: metodologia de trabalho, procedimento, área de aplicação ou especialização, elaboração de relatório final e explicação.
    4. Transferência de aprendizagens à sua atual situação profissional: os alunos que exerçam atividades em um ambiente profissional onde seja viável a aplicabilidade poderão realizar um trabalho relacionado com a experiência.

Nota: O conteúdo do programa acadêmico pode estar sujeito a pequenas modificações, em função das atualizações ou melhorias efetuadas.

Direção

Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO)

  • Dr. Rubén Calderón Iglesias. Reitor Universidad Europea del Atlántico.

Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER)

  • Dra. Silvia Aparicio. Doctora en Ciencias Económicas por la Universidad Autónoma de Madrid y Licenciada en Administración y Dirección de Empresas por la Universidad de Cantabria. Directora Académica Internacional del Área de Desarrollo Directivo, Organización Empresarial y Recursos Humanos de la Fundación Universitaria Iberoamericana, FUNIBER.
  • Mg. Alejandra Sandoval Villalobos. Diretora e Professora do Programa de Especialização em Grafologia e Neuroescritura da FUNIBER. Licenciada em Pedagogia e Psicologia. Professora de Educação Primária. Psicopedagoga. Especialista Calígrafa Judicial. Grafopsicóloga em Orientação Familiar e Profissional. Especialista em Grafoanálise, Grafopatologia e Testes projetivo-Gráficos. Mestra em Grafística, Grafopatologia e Grafologia Forense; Universidad Autónoma de Barcelona.
  • Mg. Evelyn I. Aguilera Arce. Diretora e Professora do Programa de Especialização em Grafologia e Neuroescritura da FUNIBER. Bacharel em Comunicação. Especialista Calígrafa e Documental INCIC. Especialista Grafóloga INCIC. Especializada em Perícia Caligráfica e Grafológica pela Universidad de Barcelona. Especializada em Perícia Documental e Tecnológica Universidad de Barcelona. Mestrado em Documentoscopia e Grafologia pela Universidad de Barcelona.

Professores e Autores

  • Ma. Alejandra Sandoval Villalobos. Diretora Acadêmica e Professora da Pós-graduação em Grafologia e Neuroescrita. FUNIBER. Licenciada em Pedagogia e Psicologia. Professora de Educação Primaria. Psicopedagoga (UCN). Grafoanalista. Especialista Calígrafa Judicial (UAB). Mestra em Grafística, Grafopatologia e Grafologia Forense. Grafopsicóloga em Orientação familiar e Profissional (UAB).
  • Ma. Evelyn I. Aguilera Arce. Diretora e Professora da Pós-graduação em Grafologia e Neuroescrita da FUNIBER. Diretora Acadêmica do Instituto de Técnicas Neuroescriturais (INGPEC). Diretora da Veritart (empresa especializada em periciar obras de arte). Bacharel em Comunicação (UNIACC). Especialista Calígrafa e Documental (INCIC). Especialista Grafóloga (INCIC). Especializada em Perícia Caligráfica e Grafológica (UB). Especialista em Perícia Documental e Tecnológica (UB). Mestrado em Documentoscopia e Grafologia (UB).
  • Sara Cervelló Pomar. Professora da Pós-graduação em Grafologia e Neuroescrita da FUNIBER. Diretora de Grafo formação e Grafo perícia. Especialista em Criminologia e Política Criminal e em Pesquisa Privada (UB). Especializada em Grafística, Grafopatologia e Grafologia Forense. Pós-graduação em Criminalística (UAB).
  • Me. Manuel J. Moreno. Professor da Pós-graduação em Grafologia e Neuroescrita da FUNIBER. Docente de Grafística e Documentoscopia da Fundación Universitaria Behavior and Law. Presidente da Associação Colegial de Especialistas Calígrafos das Astúrias e do Instituto de Grafologia Analítica. Licenciado em Psicologia (UNED). Psicoterapeuta. Especialista Universitário em Hipnose Clínica (UNED) e Especialista Universitário em Comportamento não Verbal (UCJC). Mestre em Grafística, Grafopatologia e Grafologia Forense (UAB).
  • Ma. Leticia Perinat. Professora da Pós-graduação em Grafologia e Neuroescrita da FUNIBER. Diretora Técnica do Mestrado em Perícia Caligráfica e Documentoscopia, UMH e Fundación Universitaria Behavior and Law. Licenciada em Psicologia. Licenciada em Criminologia. Pesquisadora DEA. Certificado de Aptidão Pedagógica. Especialista Forense em Grafística e Grafopsicologia, com Mestrado Universitário.
  • Jorge Marcich Colina. Engenheiro Comercial em Economia (USACH). Instrutor Certificado em Mind Mapping. Doutorando em Comunicação (UNIACC)
  • Dra (c). Julién Brito Ballester. Doutorado em Projetos pela Universidade Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Mestrado em Gestão de Recursos Humanos pela Universidad Autónoma de Barcelona. Mestrado em Coaching Sistêmico pela Universidad Autónoma de Barcelona. Consultora Internacional e Especialista em Gestão de Recursos Humanos, Formação, Desenvolvimento e Competências Profissionais. Coach profissional.
  • Me. Antonio Vega. Especialista em Administração e Direção de Empresas pela ESADE. Mestre em Direção de Recursos Humanos e Consultoria nas Organizações pela Universidade de Barcelona. Coach e Consultor em Planejamento Estratégico, Liderança e Desenvolvimento Organizacional. Presidente da Fundación Humaniza.
  • Dr. Ramón Alzate Saez de Heredia. Doutor em Filosofia e Ciências da Educação pela Universidad del País Vasco. Catedrático de Psicologia da Universidad del País Vasco.
  • Dr. José Antonio Esquivel. Professor Titular na Universidad de Granada. Instituto de la Paz y los Conflictos da Universidad de Granada.
  • Dra (c). Carmen Lilí Rodríguez Velasco. Doutorado em Educação pela Universidade Internacional Iberoamericana (em processo). Mestrado em Psicologia Laboral e Organizacional pela Universidad de La Habana, Cuba. Coordenadora Acadêmica Internacional da Área de Desenvolvimento Diretivo, Organização Empresarial e Recursos Humanos, FUNIBER.
  • Me. Carlos Romera. Mestrado em Criminologia. Centro Universitario de Transformación de Conflictos GEUZ.
  • Me. Alejandro Marcelo Nató. Advogado. Mestrado em Programação Neurolinguística. Mestrado em Resolução de Conflitos e Mediação. Consultor do Centro Carter em Meios de Comunicação e Conflitos Sociais na Bolívia.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente uma partida econômica com caráter extraordinário para o oferecimento de Bolsas de estudo em Formação FUNIBER. 

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário proporcionar alguma informação adicional.

Uma vez finalizado o Programa Acadêmico, os alunos que assim o desejarpoderão ingressar na Bolsa de Trabalho Ambiental. Para isso, deverãoremeter currículum vitae, indicando dados pessoais, acadêmicose de experiência profissional. Assim, o aluno estará informado dasofertas de trabalho que venham a surgir e que se ajustem a seu perfilprofissional.