Master em Psicologia Clínica e da Saúde

Apresentação do Programa

Master em Psicologia Clínica e da Saúde é um programa multidisciplinar que proporciona ao participante os conhecimentos e habilidades necessárias para enfrentar as crescentes exigências e desafios que, hoje, são impostos no contexto dos serviços sanitários. Através da atualização dos conhecimentos básicos adquiridos na graduação, o Master oferece uma formação de qualidade que se fundamenta em propostas metodológicas e intervenções baseadas em evidências. O programa conta com duas especializações optativas: Clínica ou Saúde, que permitem um aprofundamento em um ou outro campo do cotidiano da profissão.

Os alunos que escolherem a especialidade em Clínica desenvolverão competências para abordar casos clínicos diversos e com diferentes níveis de complexidade. Quem escolher a especialidade em Saúde obterá um amplo panorama de todas as situações em que é possível realizar uma intervenção psicológica, paralela ao tratamento médico, adquirindo competências para sua elaboração e aplicação.

O Master foi concebido para contribuir com a formação tanto das pessoas com claros interesses em especializar-se nos segmentos específicos do cotidiano clínico e sociossanitário, quanto para estudantes recém-graduados que buscam iniciar-se nesta área.

As saídas profissionais são específicas para o profissional que trabalha no mundo da psicologia clínica e da saúde (da infância à velhice), com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar dos pacientes, assim como diagnosticar e intervir nos problemas e transtornos que se apresentam nestes contextos.

A quem é dirigido

O Master em Psicologia Clínica e da Saúde capacita o estudante para um setor profissional relevante: o trabalho com pacientes com transtornos mentais ou que requeiram apoio psicológico por outras circunstâncias relacionadas à sua saúde psicofisiológica. Também habilita para o trabalho em saúde pública e em diversas instituições em que o trabalho psicológico é necessário. O Master proporciona uma formação de qualidade para o desenvolvimento da avaliação, assessoria e intervenção.

Este programa tem dois perfis de estudantes que, embora apresentem características distintas, têm pontos complementares que permitem estabelecer uma proposta acadêmica integral:

  1. Master, na especialização em Psicologia Clínica, destina-se principalmente a profissionais da Psicologia e da Psiquiatria que desejam se capacitar, aprofundar e/ou atualizar na prática clínica psicológica, a partir de uma visão integral da saúde e da doença a fim de atuar de modo mais eficiente em sua ocupação profissional, ampliar suas possibilidades de inserção, oferecendo um diferencial qualitativo frente ao competitivo mercado de trabalho.
  2. Master, na especialização em Psicologia da Saúde, além de ser um programa orientado a profissionais da psicologia, beneficia outros profissionais da área da saúde ou sociocomunitário que se veem diante de diversas situações e problemáticas sociossanitárias, desejando, portanto, ampliar sua compreensão sobre as mesmas a partir do enfoque psicológico. Deste modo, destina-se a profissionais da saúde mental, assim como a médicos, paramédicos e profissionais de especialidades não diretamente relacionadas com a saúde mental, enfermeiros, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, entre outras especialidades clínicas e sociossanitárias. Também pode ser útil aos profissionais com ocupações relacionadas ao serviço social, dedicados ao trabalho com populações em risco (sociólogos, trabalhadores e educadores sociais, assistentes em centros de convivência e lares de repouso, etc.).

Titulação

A superação bem-sucedida do programa permitirá a obtenção do título de MASTER EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE, expedido pela universidade em que se tenha matriculado.

Estrutura do Programa

Master em Psicologia Clínica e da Saúde tem duração de 90 créditos. Sobre a distribuição do tempo, fica estabelecido que:

  • Por ser um programa a distância e não estar sujeito a aulas presenciais, não se estabelece uma data específica de início, desta maneira, o aluno pode formalizar a matrícula em qualquer momento, sempre que houver vagas disponíveis.
  • O tempo máximo de que se dispõe para concluir o Master é de 24 meses. Neste período, o aluno deve ter concluído com êxito todas as atividades avaliadas correspondentes, assim como o Projeto Final ou Dissertação de Master.
  • Ao matricular-se no Programa, deve-se escolher um itinerário de especialização a realizar: Psicologia Clínica ou Psicologia da Saúde (módulo 3). O estudante realizará com obrigatoriedade os módulos 1 e 2 antes de cursar o módulo optativo selecionado, seja a especialização em Psicologia Clínica ou a especialização em Psicologia da Saúde.
MÓDULOS CRÉDITOSa HORAS
Módulo 1: Fundamentos 18 450
Módulo 2: Diagnóstico e Intervenção Psicológica 32 800
Módulo 3: Especialização em Psicologia Clínica 24 600
Módulo 4: Especialização em Psicologia da Saúde 24 600
Módulo 5: Práticas Presenciais Supervisionadas 6 150
Módulo 6: Projeto Final/Dissertação de Master 10 250
TOTAL 90 2250

a. Um (1) crédito ECTS (European Credit Transfer System) equivale a 25 horas (10 horas letivas + 15 horas de estudo). Se o aluno cursa o programa matriculado em uma universidade não pertencente ao Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES), a relação entre créditos e horas pode variar.

Objetivos

Objetivo geral

  • Proporcionar ao participante os conhecimentos e habilidades necessárias para analisar, pesquisar e enfrentar as crescentes exigências e desafios que, hoje, são impostos no contexto dos serviços sanitários.

Objetivos específicos

O profissional que conclui satisfatoriamente este Master encontra-se qualificado para:

  • Identificar as necessidades e demandas dos contextos sociossanitários e propôr soluções adequadas.
  • Identificar as evidências psicodiagnósticas mais adequadas em cada caso a partir do ponto ético e deontológico para o trabalho com indivíduos, grupos, instituições e comunidades.
  • Criar e aplicar intervenções psicoterapêuticas; assim como programas de intervenção comunitários e institucionais.
  • Integrar equipes multidisciplinares de intervenção e pesquisa, contribuindo com a perspectiva psicológica a diferentes problemas clínicos e da saúde.
  • Realizar uma pesquisa válida e de credibilidade no campo da psicologia, interpretando resultados e elaborando relatórios.

Saídas Profissionais

Os profissionais que concluem satisfatoriamente o programa de Master em Psicologia Clínica e da Saúde poderão atuar profissionalmente como:

  • Técnico em avaliação, diagnóstico e tratamento de problemas e transtornos psicofisiológicos.
  • Técnico em avaliação, diagnóstico e reabilitação neuropsicológica em pacientes com dano cerebral.
  • Criador e avaliador de campanhas de prevenção em saúde, principalmente mental.
  • Orientador pessoal, acadêmico, profissional e familiar.
  • Diretor de centros de desenvolvimento infanto-juvenil e de atendimento infantil.
  • Supervisor de centros residenciais e de ação educativa.
  • Assessor e orientador no planejamento e desenvolvimento de programas de serviços sanitários.
  • Coordenador para a avaliação, planejamento e intervenção em programas de reabilitação psicossocial
  • Pesquisador em contexto clínico e de intervenção pública.
  • Docente/pesquisador universitário.

Plano de estudos

O programa de Master em Psicologia Clínica e da Saúde é composto de 5 blocos ou módulos que agrupam 24 disciplinas ou matérias:

 MÓDULO 5: PRÁTICAS PRESENCIAIS SUPERVISIONADAS
# DISCIPLINAS
1 Práticas Presenciais Supervisionadas
 MÓDULO 6: PROJETO FINAL/DISSERTAÇÃO DE MASTER
# DISCIPLINAS
1 Dissertação de Master

Descrições dos Cursos

MÓDULO 1: FUNDAMENTOS

  1. Perspectivas epistemológicas na psicologia clínica e da saúde

    O objetivo geral desta disciplina é contribuir para a formação e atualização dos aspectos teóricos das diferentes escolas psicológicas vigentes na atualidade, o que permitirá ao aluno compreender a origem histórica de cada uma delas e seus preceitos teóricos dentro do campo da epistemologia e da ciência do conhecimento.

    Os seus temas principais incluem:

    Epistemologia: a ciência do conhecimento
    Epistemologia da psicologia
    Definição epistemológica das escolas psicológicas atuais
    Evolução da psicologia: origem das escolas modernas
  2. Paradigmas psicossociais no processo saúde-doença

    O objetivo geral desta disciplina é contribuir para a formação sobre os preceitos básicos da Psicologia da Saúde, desenvolvendo as variáveis que influenciam os processos individuais de saúde, e compreender a importância do desenvolvimento da psicologia em torno da construção do “distúrbio mental”

    Os seus temas principais incluem:

    O processo de saúde-doença
    O conceito e as dimensões da saúde
    Concepções do homem sobre o processo de saúde e doença
    Saúde e psicologia
    A evolução do conceito de saúde mental
    Reações psicológicas à doença
    Saúde e gênero
  3. Ciclo de vida, estilos de vida e saúde

    O objetivo da disciplina é permitir aos alunos reconhecer as relações entre o complexo processo saúde-doença ao longo do ciclo de vida individual e familiar, o estilo de vida e a influência do stress diário a que o indivíduo está sujeito no âmbito da comunidade e da sociedade em que vive, bem como identificar algumas formas de intervenção para o trabalho individual e em grupo a partir de uma abordagem interdisciplinar.

    Os seus temas principais incluem:

    Ciclo de vida individual e familiar
    Estilo de vida e stress. Relação com a saúde
    Técnicas de gestão do stress
  4. Atualidade sobre psicopatologia em psicologia: fundamentos de psicofarmacologia

    O propósito desta disciplina é que os alunos conheçam os aspectos básicos da Psiquiatria e da Psicopatologia que as relacionam à Psicologia como áreas afins. São abordados a base biológica da doença mental e os fundamentos da psicofarmacologia para psicólogos.

    Os seus temas principais incluem:

    Introdução à psiquiatria
    Avaliação clínica: realização de história, medição e diagnóstico na psiquiatria
    Classificação na psiquiatria: sistemas internacionais
    Conceitos básicos em neurociência. Princípios para entender a etiopatogenia dos transtornos mentais
    Psicofarmacologia
    Psiquiatria de ligação
    Princípios básicos de aspectos éticos e médico-legais
  5. Gestão dos serviços psicológicos no contexto sociossanitário

    Esta disciplina está destinada aos profissionais que desejam saber sobre a gestão de serviços psicológicos em um contexto sociossanitário. O setor de serviços psicológicos em particular, e de serviços de saúde mental em geral, tem sido caracterizado nas últimas décadas por mudanças profundas, incluindo mudanças demográficas e epidemiológicas. As organizações modificaram sua estrutura e forma de organização para adaptarem-se ao seu entorno. Desde uma administração baseada no controle de custos até modelos de gestão focados em qualidade e orientados à melhoria contínua. O objetivo essencial da disciplina é mostrar, de um ponto de vista agradável e atual, os elementos essenciais para a gestão de serviços psicológicos em um ambiente sociossanitário. Na saúde mental, os aspectos sociais e sanitários têm se manifestado através de fórmulas que, com ênfase e proporção variáveis, combinam os esforços institucionais das administrações e a cooperação dos diversos fatores envolvidos.

    Os seus temas principais incluem:

    Planejamento estratégico das organizações de serviços psicológicos
    Administração dos recursos humanos nas organizações de serviços psicológicos
    Habilidades diretivas
    Controle da gestão dos serviços psicológicos no contexto sociossanitário
  6. Atitudes e habilidades para o desempenho de serviços psicológicos no contexto sociossanitário

    O objetivo da disciplina é conhecer e treinar as habilidades profissionais específicas, essenciais ao oferecer apoio e serviços psicológicos, tanto pelo pessoal de saúde não psicológico como diretamente pelo especialista, nas diversas situações que possam surgir em contextos sociossanitários.

    Os seus temas principais incluem:

    Demandas psicológicas de saúde oriundas dos contextos sociossanitários Competências psicológicas para o desempenho profissional nessa área
    As áreas de atuação da psicologia nos contextos sociossanitários
    Intervenção psicológica no contexto clínico e da saúde Habilidades que sustentam seu adequado desempenho

MÓDULO 2: DIAGNÓSTICO E INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA

  1. Métodos e instrumentos gerais para o psicodiagnóstico e a avaliação clínica.

    Esta disciplina fornece informações com valor científico que serão altamente enriquecedoras para a prática clínica diária. Aborda aspectos relacionados antecedentes históricos da avaliação psicológica, o que permitirá ao estudante compreender o caminho e as mudanças que foram geradas ao longo da história em termos de testes e métodos no campo da psicologia. Também se aprofunda sobre o uso desses testes e métodos, tocando seu uso adequado e a escolha correta dos testes, da entrevista, da observação e do autorrelato.

    Os seus temas principais incluem:

    Origens e desenvolvimento histórico da avaliação psicológica
    Métodos de avaliação psicológica
    Avaliação e testes psicológicos
    Instrumentos de avaliação psicológica
    O relatório clínico
  2. Criação de campanhas de promoção e prevenção da saúde

    O objetivo desta disciplina é que os alunos possam projetar, implementar e avaliar campanhas de prevenção de doenças e promoção da saúde com base em teorias e evidências práticas.

    Os seus temas principais incluem:

    Conceitualização da promoção e prevenção da saúde
    Comportamento humano e saúde. Modelos teóricos
    Planejamento de programas e intervenções
    Linhas estratégicas de ação em campanhas de promoção e prevenção da saúde
  3. Psicogerontologia e saúde

    O objetivo da disciplina é que os alunos sejam capazes de reconhecer as particularidades do envelhecimento normal e patológico do idoso, as chamadas Grandes Síndromes da Geriatria, e as principais alterações cognitivas e emocionais resultantes. Assim como identificar, a partir de uma perspectiva ampla e multidisciplinar do processo saúde-doença, as principais ações de saúde no cuidado dos idosos, suas famílias e seus cuidadores.

    Os seus temas principais incluem:

    Envelhecimento e saúde
    Grandes síndromes geriátricas: sua visão a partir da psicogerontologia
    Psicogerontologia e problemas de saúde
  4. Intervenção em crises, catástrofes e emergências: primeiros socorros psicológicos

    O objetivo da disciplina é preparar o pessoal sociossanitário nos primeiros socorros psicológicos em situações críticas de natureza diversa, apresentando-lhes os protocolos e as ações concretas a serem realizadas para intervir em tais casos.

    Seus principais temas incluem:

    Antecedentes dos primeiros socorros psicológicos (PSP)
    Primeiros socorros psicológicos
    Intervenção na crise
    Estresse, transtorno de estresse agudo e estresse pós-traumático
  5. Diagnóstico e intervenção em condutas de risco e vícios

    O objetivo geral da disciplina é contribuir para a formação mais especializada de profissionais interessados em abordar o problema do comportamento de risco devido a sua nocividade à saúde, incluindo aqueles que se referem a vícios não tóxicos, abuso e dependência de álcool e drogas de vários tipos, o que lhes permitirá focar suas ações nos vários campos de ocorrência do fenômeno com fundamentos científicos. Para isso, propomos alcançar, ao longo deste curso, os seguintes objetivos: Como resultado, espera-se contribuir para a capacitação especializada de profissionais, potencializando suas decisões ao lidar com comportamentos de risco à saúde, incluindo a dependência química em qualquer cenário em que seja abordada.

    Os seus temas principais incluem:

    Definição e componentes da dependência
    Classificação dos transtornos de dependências por tipo de substâncias
    Comorbilidade
    Avaliação dos transtornos de dependência
    Modelos teóricos para explicar o consumo
    Tratamento
    Prevenção de transtornos de dependência no desenvolvimento
  6. Implicações psicossanitárias e comunitárias da violência

    O objetivo da disciplina é proporcionar conhecimentos sobre os aspectos que influenciam os diferentes ambientes nos quais os comportamentos violentos são expressos e sua gestão profissional.

    Os seus temas principais incluem:

    Teoria e conceptualização da violência
    Violência intrafamiliar
    Violência no ambiente escolar
    Outras formas de violência
    A influência dos meios de comunicação e a violência
    Proteção à crianças, mulheres e pessoas com deficiência
  7. Campos de intervenção especializada na psicologia clínica e da saúde

    O objetivo da disciplina é complementar a formação com noções gerais e conceitos básicos relacionados à intervenção do psicólogo dentro do contexto clínico e de saúde, em áreas ou campos que, devido a sua alta especialização, implicam em estudos de master independentes.

    Os seus temas principais incluem:

    Psiconeuroimunologia
    Neuropsicologia
    Psicocardiologia
    Psico-oncologia
    Psicologia e deficiência
    Cuidados paliativos
    Psicologia jurídica
  8. Seminário de pesquisa I

    Esta disciplina apresenta as etapas do processo de pesquisa e suas técnicas, para que o estudante tenha uma abordagem do método científico e facilite a geração de contribuições dentro do escopo de sua profissão.

    Os seus temas principais incluem:

    Aspectos epistemológicos da pesquisa científica
    Construção do marco teórico
    elaboração da estratégia metodológica
    Relatório da pesquisa, diretrizes para sua preparação.

MÓDULO 3: PSICOLOGIA DA SAÚDE

  1. Saúde laboral e estressores no contexto sociossanitário

    O objetivo geral desta disciplina é orientar os alunos sobre a importância das condições de trabalho na saúde da pessoa e como diferentes condições físicas, ambientais, ergonômicas e psicossociais de trabalho podem prejudicar a saúde do trabalhador através de fatores causais ou de fatores mediadores no processo de saúde-doença, levando a acidentes, doenças relacionadas ao trabalho e doenças ocupacionais.

    Os seus temas principais incluem:

    Saúde no trabalho
    Condições de trabalho
    Estresse ocupacional
    Riscos psicossociais emergentes
    Riscos ocupacionais no campo da saúde
  2. Psicologia dos transtornos crônicos de saúde

    O objetivo geral desta disciplina é contribuir para a formação mais especializada dos profissionais interessados em enfrentar o problema dos transtornos de saúde crônicos, a partir de uma perspectiva sociopsicológica que lhes facilite alcançar melhores resultados na prevenção, tratamento e reabilitação de pessoas que sofrem de transtornos de saúde crônicos, contribuindo, para o controle de sua incidência, para reduzir o impacto psicossocial sobre os pacientes e suas famílias; assim como para melhorar sua qualidade de vida.

    Seus temas principais incluem:

    Transtornos crônicos de saúde
    Doenças cardiovasculares. Hipertensão e cardiopatias
    Doenças do aparelho respiratório: asma bronquial
    Doenças do sistema endócrino: diabetes mellitus, hipo/hipertireoidismo
    Doenças neoplásicas: câncer
    Infecção por HIV-Aids
    Doenças cerebrovasculares
    Doenças do sistema músculo-esquelético: fibromialgia
    Doenças do sistema digestivo
    O paciente transplantado
    Dor crônica
  3. Aspectos psicológicos das doenças raras

    O objetivo desta disciplina é que o aluno adquira conhecimentos biomédicos gerais e psicossociais suficientes sobre as chamadas doenças raras, para que, como profissional de saúde, possa oferecer a ajuda psicológica imprescindível para acompanhar adequadamente o processo de adaptação que uma nova e excepcional condição médica, geralmente com graves consequências, exige do indivíduo que a sofre e de seu entorno.

    Seus temas principais incluem:

    As doenças raras
    Classificação das doenças raras
    Diagnóstico das doenças raras
    Medicamentos órfãos
    O paciente com DR e seu ambiente familiar
    Intervenção psicológica nas DR
    Mundo associativo e organizações de pacientes de DR
  4. Neuropsicologia

    O objetivo da disciplina é proporcionar ao aluno conhecimentos avançados de neuropsicologia, possibilitando que relacione os aspectos funcionais e anatômicos do cérebro com os danos sofridos pela população estudada neste campo. Para este fim, serão abordados aspectos teóricos e práticos, para que o estudante aprenda a natureza aplicada desta disciplina.

    Seus temas principais incluem:

    Desenvolvimento histórico das neurociências
    Patologias neurológicas
    Síndromes neuropsicológicas
    Avaliação neuropsicológica
    Reabilitação neuropsicológica
    Neuropsicologia infantil
  5. Psicologia e cuidados paliativos

    O objetivo desta disciplina é que os alunos aprendam o manejo clínico e as técnicas para lidar com pacientes terminais e suas famílias. Os cuidados paliativos são um dos quatro componentes de controle para melhorar a qualidade de vida dos pacientes afetados por doenças terminais. A atenção integral do paciente terminal envolve controle dos sintomas, alívio do sofrimento, reflexão ética sobre o fim da vida, atenção adequada ao processo de morte e luto dos membros da família.

    Seus temas principais incluem:

    Indivíduo social, dor e morte
    Modelo biopsicossocial da dor
    Psicologia e doenças terminais
    História dos cuidados paliativos
    Intervenção psicológica em cuidados paliativos
    Transição da doença avançada para o fim da vida
    Modelos de enquadramento em CP
    Luto
    Cuidados paliativos e espiritualidade
  6. Aspectos psicossociais e legais da deficiência no contexto sociossanitário

    O principal objetivo desta disciplina é que o aluno possua os conhecimentos básicos sobre deficiência, levando em conta os desafios que implica para a sociedade, a comunidade e as instituições, para alcançar uma gestão adequada das diferenças individuais e para superar os obstáculos físicos, psicológicos, sociais e econômicos para permitir o desenvolvimento do potencial dessas pessoas.

    Seus temas principais incluem:

    Breve história da deficiência
    O desenvolvimento normativo da criança nas primeiras etapas do desenvolvimento e da socialização
    O nascimento de uma criança na atualidade
    Da criança “normal” à criança “diferente
    A inclusão social de uma criança com diversidade funcional
    Deficiência na adolescência e na vida adulta
    Deficiência: uma visão ecossistêmica
    Os campos de ação dos profissionais
    Definição e classificação da deficiência segundo a OMS
  7. Seminário de pesquisa II

    Nesta disciplina, espera-se que o aluno adentre o processo de pesquisa e adquira novas ferramentas qualitativas para colocar em prática ao construir seu projeto final de master, assim como outros documentos científicos.

    Seus temas principais incluem:

    Aplicação de conceitos de pesquisa para a produção de documentos científicos
    A pesquisa biográfica no âmbito da pesquisa qualitativa
    Um exemplo de uma história de vida

MÓDULO 4: PSICOLOGIA CLÍNICA

  1. Enfoques em intervenção e psicoterapia

    Nesta disciplina, desenvolve-se um panorama amplo da teoria e da prática da psicoterapia, desde sua definição mais geral até os traços mais específicos que recebe dos diferentes modelos teórico-clínicos. O objetivo é que o estudante disponha de conceitos descritivos das principais posições teóricas e técnicas existentes e tenha critérios para compará-las, de acordo com diferentes níveis de abstração, desde os princípios mais teóricos até suas consequências no nível prático da clínica.

    Seus temas principais incluem:

    Introdução, definição e história da psicoterapia
    Prática da psicoterapia
    A construção do caso
    O processo psicoterapêutico
  2. Avaliação e intervenção dos transtornos mentais em adultos

    O objetivo geral desta disciplina é contribuir para a formação e atualização em relação aos aspectos clínicos e achados biopsicossociais que permitem uma avaliação abrangente, um diagnóstico preciso de distúrbios psiquiátricos e proporcionar uma intervenção baseada em evidências.

    Seus temas principais incluem:

    Delírio, demência, transtornos amnésicos e transtornos cognitivos
    Transtornos mentais relacionados com substâncias e transtornos aditivo
    Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos
    Transtornos de humor
    Transtornos de ansiedade
    Transtornos da personalidade e de controle de impulsos
    Transtornos do sono
    Transtornos do comportamento alimentar
    Transtornos e disfunções sexuais
    Transtornos somatomórficos, facciosos e dissociativos
    Outros problemas que podem ser objeto de atenção clínicas
  3. Diagnóstico e intervenção dos transtornos mentais na infância e na adolescência

    O objetivo geral desta disciplina é contribuir para a formação e atualização em relação aos aspectos clínicos e achados biopsicossociais na compreensão dos transtornos de início na infância e adolescência.

    Seus temas principais incluem:

    Considerações gerais sobre os transtornos de início na infância e adolescência
    Avaliação na infância e adolescência
    Deficiência intelectual
    Transtornos do estado de humor
    Transtornos das habilidades motoras
    Transtornos de comunicação e da linguagem
    Transtornos generalizados do desenvolvimento
    Transtorno por déficit de atenção com hiperatividade
    Transtorno de comportamento dissocial
    Transtornos da alimentação na infância
    Transtornos por tics e hábitos nervosos
    Transtornos da eliminação
    Transtornos do sono na infância
    Transtornos de ansiedade na infância
    Transtornos de aprendizagem
    Outros transtornos da infância e adolescência
  4. Métodos e técnicas de intervenção e psicoterapia

    Nesta disciplina, são estudados em profundidade os principais métodos e técnicas de intervenção psicológica. São apresentadas as estratégias mais frequentemente utilizadas na psicologia clínica, oferecendo uma abordagem que inclui, além das técnicas consideradas mais clássicas, aquelas mais atuais que demonstraram sua eficácia na intervenção psicológica.

    Seus temas principais incluem:

    Técnicas para o controle da ativação
    Técnicas para o controle do estresse
    Treinamento em solução de problemas
    Treinamento em gestão do tempo
    Modelação e ensaio de comportamento
    Treinamento de habilidades sociais
    Treinamento em autoinstrução (modificação do diálogo interno)
    A intenção paradoxal
    Detenção do pensamento
    Técnicas emotivo-cognitivo-comportamentais
    Técnicas de exposição e dessensibilização sistemática
    Técnicas operantes
    Técnicas de autocontrole
  5. Sexualidade, casamento e família

    Esta disciplina visa capacitar o aluno a educar, orientar e alcançar efeitos terapêuticos relacionados à saúde sexual através de uma compreensão do funcionamento sexual humano e das abordagens de relacionamento de ajuda profissional associadas.

    Seus temas principais incluem:

    Introdução ao estudo da sexualidade pela psicologia
    Resposta sexual humana e sua evolução ao longo do ciclo de vida
    Aspectos gerais do processo diagnóstico e terapêutico das disfunções sexuais
    Dimensão reprodutiva da sexualidade
    Dimensão relacional da sexualidade
    Identidade sexual e de gênero
    Educação sexual
    Intervenção em terapia familiar
  6. Neuropsicología

    El objetivo de la asignatura es aportar al alumno conocimientos avanzados de la Neuropsicología, donde pueda relacionar los aspectos funcionales y anatómicos del cerebro con los daños que sufre la población estudiada en Neuropsicología. Para ello se aportarán aspectos teóricos, pero también prácticos, para que el alumno aprenda el carácter aplicado de esta disciplina.

    Entre sus temas principales destacan:

    Desarrollo histórico de las Neurociencias
    Patologías Neurológicas
    Síndromes Neuropsicológicos
    Evaluación Neuropsicológica
    Rehabilitación Neuropsicológica
    Neuropsicología infantil
  7. Seminario de investigación II

    En esta asignatura, se pretende que el alumno profundice en el proceso de investigación y adquiera nuevas herramientas cualitativas para poner en práctica a la hora de construir su proyecto de final de maestría, así como ulteriores documentos científicos.

    Entre sus temas principales destacan:

    Aplicación de conceptos investigativos a la producción de documentos científicos
    La Investigación biográfica en el marco de la investigación cualitativa
    Un ejemplo de historia de vida

MÓDULO 5: PRACTICUM

  1. Practicum

    Nesta disciplina, o aluno colocará em prática desde as concepções gerais da ciência e do método para obter conhecimento, até as diferentes etapas do processo de pesquisa, a única maneira conhecida de conhecer a realidade objetiva. Com o desempenho nesta disciplina, o estudante estará ciente do intercâmbio teórico/prático em um contexto real e atual.

    Para isso, é necessário realizar os seguintes passos:

    1º PASSO: Seleção de um centro ou instituição.
    2º PASSO: Proposta e inscrição do centro.
    3º PASSO: Estágio no centro.
    4º PASSO: Desenvolvimento e entrega do relatório do Practicum.
    5º PASSO: Entrega do relatório do Practicum
    6º PASSO: Avaliação da memória do Practicum

MÓDULO 6: PROJETO FINAL DE MASTER

  1. Trabalho Final de master

    O Trabalho Final do master deve ser um projeto original e pessoal, com caráter profissional e não exclusivamente de pesquisa, ou seja, deve ser uma proposta e/ou a implementação de uma ação com o objetivo de responder às necessidades detectadas em um determinado contexto profissional real, relacionado ao ambiente de trabalho ao qual o programa se inscreve.


Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Direção

  • Dra. Laura Natalia Pérez. Doutora (Cum Laude) e Mestre em Ciências Cognitivas e Linguagem pela Universidade de Barcelona, Espanha. Diretora Acadêmica do Master em Psicologia Clínica e da Saúde e professora na Universidade Internacional Ibero-americana do México. Psicóloga e coach, fundadora do Florescimento Humano. Possui experiência como pesquisadora pela Universidade de Barcelona, Espanha. Experiência como psicóloga nos hospitais San Juan de Dios e La Inmaculada, Colômbia.

Professores e Autores

  • Dra. Maite Barrios Cerrejón. Doutora em Psicologia pela Universidade de Barcelona, Espanha. Professora de Psicologia da Universidade de Barcelona e experiência docente na Universidade Aberta da Catalunha, Espanha. Conta com 45 publicações com fator de impacto. Participação como pesquisadora colaboradora em 25 projetos e como pesquisadora principal em 4. Autora e coautora muitos artigos, livros e capítulos de livros, assim como tem diversas contribuições em congressos.
  • Dr. Gaspar Berbel Giménez. Doutor em Sociologia, Mestre em Sociologia e em Metodologia da Pesquisa pela Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Professor na Universidade Aberta da Catalunha e na Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Tutor na Universidade Nacional de Educação a Distância da Espanha. Especialista em projetos de pesquisa, estatística, análise de dados psicometria. Experiência na realização de programas de desenvolvimento do fator humano. Autor de diversas publicações sobre temas de formação e recursos humanos.
  • Dr. Antonio Cosculluela Mas. Doutor em Psicologia pela Universidade de Barcelona, Espanha. Professor titular da Faculdade de Psicologia da Universidade de Barcelona. Especialista em metodologia das ciência do comportamento. Linhas de pesquisa: registros psicológicos e ansiedade, ativação e processos automáticos, tempo de reação e inteligência, entre outras. Contribuições em vários congressos. Publicações como autor e coautor em revistas indexadas e livros. Participação ativa em diversos projetos de pesquisa.
  • Dra. Anna Belén Gómez Lima. Doutora em Psicologia e Qualidade de Vida, Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade de Girona, Espanha. Licenciada em Psicologia com o Prêmio Extraordinário de Licenciatura e professora do ramo na mesma universidade. Psicóloga geral sanitária. Gestora de projetos de pesquisa sobre psicologia da saúde. Publicação de artigos científicos e participação em diversos congressos nacionais e internacionais.
  • Dra. Leticia Linares Arechederra. Doutora (Cum Laude) e Mestre em Saúde Mental e Terapias Psicológicas pela Universidade de Deusto, Espanha. Mestre em Formação Clínica em Mindfulness pela Associação de Mindfulness e Saúde, Espanha. Professora de Psicologia na Universidade de Deusto. Psicóloga no Município Foral de Bizkaia, Espanha. Publicações sobre o papel e o estado atual do mindfulness. Participação em diversas jornadas e congressos.
  • Dr. Juan Luis Martín Ayala. Doutor em Psicologia pela Universidad del País Vasco, Espanha. Master em Saúde Mental da Universidade de Deusto, Espanha. Especialista em Mediação Familiar. Diretor Acadêmico da Graduação em Psicologia e professor e pesquisador da área de Psicologia Evolutiva e da Educação na Universidade Europeia del Atlântico. Autor e coautor de vários livros, capítulos de livro e artigos de pesquisa sobre a área. Participação em congressos internacionais sobre desenvolvimento e educação.
  • Dr. Guillermo Mattioli Jacobs. Doutor em Psicologia pela Universidade de Barcelona, Espanha. Presidente da Seção Clínica e da Saúde do Colégio Oficial de Psicológico de Catalunha, Espanha. Supervisor de equipes de serviços sociais básicos na cidade de Barcelona. Experiência na prática clínica privada. Psicoterapeuta individual e familiar. Artigos publicados em revistas especializadas.
  • Dr. Bernardo Moreno Jiménez. Doutor em Psicologia pela Universidade Autônoma de Madri, Espanha. Catedrático da Faculdade de Psicologia da Universidade Autônoma de Madri. Linhas de pesquisa: psicologia da personalidade, estresse, saúde laboral, riscos psicossociais. Pesquisador de destaque em diversos projetos. Autor e coautor de diversos livros, capítulos de livros e artigos em revistas indexadas. Participante em vários eventos acadêmicos.
  • Dra. Pamela Parada Fernández. Doutora (Cum Laude) em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade de Deusto, Espanha. Mestre em Psicologia da Saúde pela Universidade Miguel Hernández de Elche, Espanha. Licenciada em Psicologia com Matrícula de Honra pela Universidade Católica Silva Henríquez, Chile. Neuropsicóloga na cidade de Álava, Espanha. Pesquisadora da Universidade de Deusto. Professora da Graduação em Psicologia da Universidade Europeia do Atlântico, Espanha. Conferencista em diversos eventos nacionais e internacionais. Autora e coautora de diversas publicações científicas.
  • Dra. Laura Natalia Pérez. Doutora (Cum Laude) e Mestre em Ciências Cognitivas e Linguagem pela Universidade de Barcelona, Espanha. Diretora Acadêmica do Master em Psicologia Clínica e da Saúde e professora na Universidade Internacional Ibero-americana do México. Psicóloga e coach, fundadora do Florescimento Humano. Possui experiência como pesquisadora pela Universidade de Barcelona, Espanha. Experiência como psicóloga nos hospitais San Juan de Dios e La Inmaculada, Colômbia.
  • Dr. Carlos San Martín Blanco. Doutor em Medicina pela Universidade de Maryland, Estados Unidos. Mestre em Psiquiatria e Saúde Mental pela Universidade Europeia, Espanha. Sexólogo e psicoterapeuta. Professor da Universidade Nacional de Educação a Distância, Espanha. Coordenador do Centro Interdisciplinar de Psicologia e Saúde (CIPSA) de Santander, Espanha. Secretário-Geral da Academia Espanhola de Sexologia e Medicina Sexual. Presidente da Associação Espanhola para a Promoção Integral da Saúde Sexual (APISS). Presidente do comitê científico e palestrante em diversos eventos sobre saúde. Autor e coautor de várias publicações acadêmicas.
  • Dra. Mireia Oliva Macías. Doutora em Psicologia Clínica e da Saúde e Mestre em Saúde Mental e Terapias Psicológicas pela Universidade de Deusto, Espanha. Professora da Graduação em Psicologia da Universidade Europeia do Atlântico, Espanha. Experiência como professora e pesquisadora na Universidade de Deusto. Experiência como psicóloga no Centro Psicológico e de Logopedia Logos, Bilbao, Espanha. Palestrante em congressos nacionais e internacionais. Autora e coautora de diversas publicações científicas.
  • Dr. Ángel Olider Rojas Vistorte. Doutorado em Psiquiatria e Psicologia Médica pela Universidade Federal de São Paulo, Brasil. Mestrado em Psicologia Clínica pela Universidade de Havana, Cuba. Licenciado em Psicologia Geral pela Universidade de Oriente, Cuba. É pesquisador no Programa de Reconhecimento e Intervenção em Estados Mentais de Risco (PRISMA), assim como no Instituto Brasileiro de Psicofarmacologia e Farmacogenética (BIPP), sendo responsável por vários projetos. Desde 2005 é professor e pesquisador, ministrando disciplinas de graduação e pós-graduação relacionadas com: Processos básicos, História de psicologia, Avaliação de Escalas Psicométricas, Processos cognitivos, Psicopatologia, Psicofarmacologia, Neurociências, Metodologia de Pesquisa, Análise Estatística (SPSS), Inteligência Humana, Psicologia social, entre outras. Conta com várias publicações científicas em revistas indexadas e capítulos de livros de Psiquiatria e Psicologia. Palestrante em congressos e oficinas nacionais e internacionais.
  • Mg. Edurne Aragolaza Bernal. Mestre em Terapia do Comportamento pela Universidade Nacional de Educação a Distância da Espanha. Licenciada em Medicina e Cirurgia pela Universidade do País Basco, Espanha. Especialização médica em Psiquiatria pelo Hospital Universitário Marquês de Valdecilla, Santander, Espanha. Residência específica em: Hospital Psiquiátrico de Álava, Hospital Universitário de la Paz e Centro Hospitalar Padre Menni. Participação em diversas jornadas e cursos..
  • Mg. Ismael Carbajo Rodríguez. Mestre em Psico-oncologia pela Universidade de Barcelona, Espanha. Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde pelo Instituto de Estudos Psicológicos, Espanha. Especialista em Psicologia de Emergências e Catástrofes. Psicólogo profissional independente com consultório próprio. Psicólogo do SIPS - Serviço Integral de Psicologia de Barcelo,a Espanha.
  • Mg. Ángela Carrera Camuesco. Mestre em Terapia do Comportamento pela Fundação Universidade Empresa e pela Universidade Nacional de Educação a Distância da Espanha. Especialista em Psicologia Clínica. Psicoterapeuta. Membro fundador e diretora do Centro Interdisciplinar de Psicologia e Saúde (CIPSA). Professora e tutora de práticas na Universidade Nacional de Educação a Distância e na Universidade do Baís Basco, Espanha. Experiência dando cursos, seminários, palestras e conferências. Secretária-Geral da Associação para a Promoção Integral da Saúde Sexual (APISS).
  • Mg. Iolao Francesc Mir Garrés. Mestre em Psicologia Clínica e Medicina Comportamental e Pós-graduação em Metodologia e Avaliação em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Docente do Master em Psicologia Clínica e Medicina Comportamental da Universidade Autônoma de Barcelona. Experiência como técnico especialista e auxiliar de apoio em pesquisa na mesma universidade Experiência como Psicólogo Residente do Centro Ginecológico e Obstétrico de Mataró, Espanha.
  • Mg. Andreína Perozo Leal. Mestre em Psicopatologia Clínica Infantil e Juvenil pela Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Mestre em Psicologia Educativa pela Universidade Rafael Urdaneta, Venezuela. Psicóloga geral sanitária. Experiência como psicóloga em Amalgama-7, Espanha, no Instituto Zuliano de Atenção Integral à Criança, Venezuela, e na Unidade Educativa Colégio Claret, Venezuela. Experiência como docente e pesquisadora na Espanha e na Venezuela.
  • Lic. Eduardo Brignani Pérez. Licenciado em Psicologia pela Pontifícia Católica Argentina Santa Maria de los Buenos Aires. Psicoterapeuta. Assessor científico do Plano de Apoio Familiar para as Associações da Federação Espanhola da Síndrome do X Frágil. Psicólogo da Associação Espanhola da Síndrome Cornélia de Lange. Professor do Master de Psicopatologia Infanto-Juvenil da Universidade Autônoma de Barcelona, Espanha. Fundador e coordenador do Grupo de Trabalho “Psicologia+Deficiência” do Colégio Oficial de Psicologia da Catalunha, Espanha. Palestrante em várias jornadas e congressos nacionais e internacionais. Diversos artigos sobre deficiência.
  • Lic. María Ruiz Torres. Licenciada em Psicologia pela Universidade de Oviedo, Espanha. Especialista Universitária em Estatística Aplicada às Ciências da Saúde pela Universidade Nacional de Educação a Distância da Espanha. Formação sanitária especializada como psicóloga clínica no Hospital Universitário Marquês de Valdecilla, Santander, Espanha. Experiência como terapeuta e psicóloga. Publicações em capítulo de livros, revistas nacionais e internacionais. Participação em diversos congressos de psicologia clínica.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente um valor econômico de caráter extraordinário para Bolsas de estudo em Formação FUNIBER.

Para solicitá-la, preencha o formulário de solicitação de informação que aparece no portal da FUNIBER ou entre em contato diretamente com a sede da fundação em seu país para saber se é necessário fornecer alguma informação adicional.

Uma vez recebida a documentação, o Comitê Avaliador examinará a idoneidade de sua candidatura para a concessão de um incentivo econômico na forma de Bolsa de estudo em Formação FUNIBER.