Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional

Apresentação do Programa

O Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional é uma titulação universitária de pós-graduação que visa aprofundar a formação de graduados em um dos cinco itinerários próprios das Ciências da Atividade Física e do Esporte: o treinamento esportivo.

Com o objetivo de poder se destacar no mercado, nasceu o Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional. Primeiramente, os alunos terão acesso ao conhecimento necessário em relação ao campo do desempenho esportivo. Em seguida, dado seu caráter semipresencial, o aluno receberá um ambiente de aprendizado e prática para a assimilação de tais conteúdos, além do contato com profissionais de alto nível em alto rendimento.

O objetivo do Master Universitário é fornecer conhecimento, formação e ferramentas para os profissionais da atividade física e esporte estão capacitados para planejar, desenvolver e avaliar adequadamente as estratégias para garantir a qualidade final das tarefas profissionais no campo do rendimento desportivo e assumir compromissos éticos e a responsabilidade exigida pela profissão.

A quem é dirigido

A metodologia de formação proposta, somada à clareza, amplitude e didática do projeto de conteúdo, permite direcionar o programa de Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional para:

  • Graduado/Licenciado em Ciências da Atividade Física e Esportes.
  • Graduado/Licenciado em Medicina.
  • Graduado em Fisioterapia.
  • Graduado em Educação Básica (ênfase em Educação Física).

Titulação

A conclusão bem-sucedida do programa permitirá a obtenção do Master Universitário em Rendimento Esportivo: Formação e Avaliação Funcional, emitido pela Universidad Europea del Atlántico.

Estrutura do Programa

A duração estimada para a conclusão do Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional é entre 12 e 24 meses.

Objetivos

Objetivo geral:

  • Planejar, desenvolver e avaliar adequadamente estratégias que garantam a qualidade final das tarefas profissionais no campo do desempenho esportivo e assumir os compromissos e responsabilidades éticas exigidas pela profissão.

Objetivos específicos:

  • Relacionar o funcionamento dos diferentes sistemas e estruturas fisiológicas durante o exercício e fortalecê-lo, a fim de maximizar o desempenho do atleta.
  • Desenvolver uma correta programação e periodização do treinamento em esportes de alto desempenho, bem como quantificar completamente a carga de treinamento.
  • Aplicar as estratégias e intervenções mais adequadas para a avaliação funcional do atleta de elite.
  • Utilizar ferramentas tecnológicas de alto rendimento para a avaliação da condição física, prevenção e reabilitação de lesões esportivas.
  • Detectar os fatores psicológicos que influenciam os atletas de alto nível durante os períodos pré-competitivo, de competição e pós-competição.
  • Identificar a influência da nutrição como uma ferramenta para melhorar o desempenho de atletas de elite.

Modalidad

Este programa tem uma estrutura semipresencial, de modo que o aluno combine o estudo dos conteúdos e a participação através do Campus Virtual, obedecendo a uma estrutura calendarizada, com a implementação do mesmo durante as sessões presenciais que acontecerão na  Universidad Europea del Atlántico em Santander (Espanha). Os alunos serão convocados em duas oportunidades para iniciar o programa acadêmico: agosto e fevereiro. Desta forma, o aluno realizará a porção presencial de sua formação durante o mês de julho de 2022, no qual abordará e aplicará os principais aspectos das diferentes disciplinas do programa. Para os alunos de outras regiões da península ou do continente, existe a possibilidade de fazer estágios externos em clubes e associações desportivas próximas da universidade.

Sessões Presenciais

As sessões presenciais são de grande interesse para o aluno para complementar os estudos on-line. Assim, essas sessões acontecerão durante o mês de julho de 2022 na Universidad Europea del Atlántico em Santander (Espanha).

As sessões presenciais serão baseadas em três pilares principais: documentos de referência internacionais, práticas e workshops em grupos reduzidos com o assessoramento de docentes e visitas guiadas a centros esportivos de referência.

  • As sessões presenciais serão lideradas por profissionais reconhecidos internacionalmente, com ampla experiência, tanto em esportes individuais como em coletivos, que tem liderado a preparação de atletas e equipes para competir em competições de topo, por exemplo, campeonatos nacionais, mundiais, competição na NBA, etc. Além disso, esses profissionais têm extensa experiência em pesquisa, bem como inúmeros convites para congressos, conferências e apresentações em nível internacional.
  • Aulas práticas e oficinas em grupos reduzidos, em que os alunos terão que utilizar as diferentes ferramentas disponíveis na universidade para avaliar atletas, analisar ações, projetar, planejar e executar propostas, por meio de simulações práticas.
  • Visitas a clubes e centros esportivos profissionais, a fim de vivenciar como são aplicados os conteúdos e competências adquiridas no Master Universitário no campo profissional real.

Desta forma, o aluno terá grande destaque durante a fase presencial deste programa, para poder enfrentar qualquer desafio profissional no campo do desempenho esportivo.

A estrutura de crédito do Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional é explicado a seguir dependendo da orientação de seus créditos:

Disciplinas Créditos ECTSa
Obrigatória 45
Práticas externas profissionais 6
Trabalho final de Master Universitário 9
Créditos totales 60

a. Um crédito ECTS (European Credit Transfer System) é igual a 10 + 15 horas. Se o aluno está matriculado no Programa matriculado em uma universidade não pertencente à Área Europeia de Educação Superior (EHEA), a relação entre créditos - horas pode variar.

Saídas Profissionais

Algumas das saídas profissionais da Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional são as seguintes:

  • Preparador físico de atletas de alto rendimento.
  • Especialista em treinamento de força e condicionamento físico em esportes de alto rendimento.
  • Especialista em avaliação, otimização e controle de atletas de alto rendimento.
  • Analista de rendimento física-esportivo em esportes individuais e coletivos.
  • Analista técnico da competição em modalidade esportiva.
  • Treinador pessoal em centros de fitness e wellness, orientado à otimização do rendimento esportivo.
  • Preparador físico e readaptador físico-esportivo em centros multidisciplinares.
  • Assessor científico-técnico para a otimização do rendimento em esportes individuais e coletivos.
  • Pesquisador no campo da ciência do esporte e otimização do desempenho esportivo.

Plano de estudos

Desta forma, o Master Universitário em Rendimento Esportivo: Treinamento e Avaliação Funcional, consiste em 60 créditos ECTS que são iguais a 1500 horas de trabalho do aluno que são distribuídos ao longo de dois semestres durante um ano letivo. O total de ECTS é distribuído em onze disciplinas, que incluem a conclusão de Práticas Externas (6 créditos) e a Dissertação de Master Universitário (9 créditos). O restante dos assuntos, todos obrigatórios, todos com 5 créditos.
Os assuntos que compõem esta parte são mostrados na tabela a seguir:

FASE INICIAL*
# DISCIPLINAS CRÉDITOS ECTS
1 Anatomia humana 6
2 Biomecânica do movimento humano 6
3 Fisiologia do corpo humano 6
4 Fundamentos de treinamento 6
5 Planejamento e treinamento físico de alto nível 6
TOTAL 30

*O aluno deverá cursar estas disciplinas da fase inicial em função de sua titulação de acesso e estudos prévios.


Observação: O conteúdo do programa acadêmico pode estar submetido a ligeiras modificações, em função das atualizações ou das melhorias efetuadas.

Descrições dos Cursos

Estas 9 disciplinas são agrupadas por temáticas acadêmico-profissionais em um total de 6 matérias, as quais são descritas abaixo:

  1. treinamento de ALTO RENDIMENTO

    Matéria de 15 créditos em que três disciplinas são incluídas. Nesta disciplina, os alunos aprofundarão em conteúdo de treinamento esportivo dos quais são bases para a graduação, aprofundando-se em novos desenvolvimentos em treinamento desportivo, ferramentas para quantificação ideal da carga, bem como uma profunda viagem nos novos modelos de planejamento e periodização do treinamento esportivo. As três disciplinas que a compõem são:

    TEORiA e PRÁTICA Do treinamento
    Avanços científicos no treinamento de força, resistência, velocidade e flexibilidade e suas aplicações ao desempenho esportivo. Novas tendências no treinamento de força (VBT e transferência para rendimento). Avanços científicos em treinamento de velocidade. Novas tendências no treinamento de resistência: especificações ao longo do contínuo de trabalho de resistência. Flexibilidade: do trabalho estático ao dinâmico. Novas tendências no processo de treinamento esportivo de alto nível.
    MONITORAMENTO E QUANTIFICAÇÃO DA CARGA DE TREINAMENTO DE ALTO RENDIMENTO
    Carga interna e externa: novas tendências na interpretação do SGA. Importância do monitoramento e quantificação de cargas. Como interpretar os dados obtidos? Binômio rendimento-saúde na performance esportiva. Monitoramento e quantificação no treinamento de força (TRIMP e novas medidas). Monitoramento e quantificação em resistência (TRIMP, TSS, pace race,…). Monitoramento e quantificação em esportes de prestação: ferramentas para integrar as diferentes cargas, treinamento concorrente: pontos fortes e fracos. Monitoramento e quantificação em esportes situacionais: complexidade na integração de cargas e estratégias para otimizá-lo. Aplicativos e novos desenvolvimentos tecnológicos para controle das cargas.
    MODELOS DE PLANEJAMENTO E PERIODIZAÇÃO Do TREINAMENTO EM esportes-APROXIMAÇÃO TEÓRICA
    Delimitações conceituais. Estruturas de periodização. Equilíbrio carga-recuperação. Modelos teóricos de periodização: análise crítica. Evidências sobre periodização em esportes de força: VBT. Evidências sobre periodização em esportes de resistência: VFC. Novas tendências na periodização no fornecimento de esportes: inversa vs polarizada. Novas tendências na periodização em esportes de equipe: análise crítica e propostas baseadas na densidade competitiva. Periodização baseada no ciclo menstrual. Transição e destreinamento.
  2. FISIOLOGiA Do treinamento esportivo de alto nível

    Matéria composta por uma única disciplina que abordará aspectos necessários para fazer um bom planejamento e periodização do treinamento com base nas respostas fisiológicas do corpo do atleta de alto nível. O assunto que o compõe e seu conteúdo principal é:

    FISIOLOGiA Do treinamento esportivo de alto nível
    Avanços científicos no treinamento de força, resistência, velocidade e flexibilidade e suas aplicações ao rendimento esportivo. Novas tendências no treinamento de força (VBT e transferência ao rendimento). Avanços científicos em treinamento de velocidade. Novas tendências no treinamento de resistência: especificações ao longo do contínuo de trabalho de resistência. Flexibilidade: do trabalho estático ao dinâmico. Novas tendências no processo de treinamento esportivo de alto nível.
  3. 1. INSTRUMENTOS TECNOLÓGICOS APLICADOS Ao treinamento

    Da mesma forma que a matéria II, está composta por um único sujeito. A rápida evolução do treinamento esportivo tem sido associada aos avanços tecnológicos. Portanto, este terceiro tema é apresentado em que todos os tipos de instrumentos para o controle do treinamento de atletas serão estudados. A disciplina que a compõe e seu conteúdo principal é:

    INSTRUMENTOS TECNOLÓGICOS APLICADOS Ao treinamento
    Bioimpedância e composição corporal. Lactacidemia e oximetria de pulso. Tensiomiografia e avaliação muscular no desempenho esportivo. O GPS e as novas ferramentas aplicadas a esportes e provisões de situação. O EMS como complemento ao treinamento. Plataformas vibratórias: benefícios e contraindicações. Forçar sistemas de medição: codificadores. Sistemas de medição de velocidade: plataformas de contato e células fotoelétricas. Aplicativos: análise crítica e ferramentas para sua correta integração ao treinamento.
  4. Avaliação Do atleta

    É uma matéria de 10 créditos composto por duas disciplinas. Além da avaliação funcional do atleta, serão ministrados conteúdos relacionados à prevenção e reabilitação de lesões. Conteúdos mencionados são de extrema importância no alto rendimento para evitar a redução do risco de lesões esportivas ou para a realização de um processo satisfatório de reabilitação funcional em caso de lesão. As duas disciplinas que o compõem e seu conteúdo são descritas abaixo:

    avaliação FUNCIONAL Do atleta de elite
    Delimitação conceitual: o que queremos avaliar? Avaliação fisiológica do atleta de elite. Avaliação de competência motora: análise de movimento. Avaliação do desempenho do atleta. Avaliação da carga interna e externa em função o do esporte. Avaliação de fatores externos no rendimento do atleta de elite.
    ESTRATéGIAS PARA A PREVENção e READAPTAção DE LESões esportivas
    Abordagem conceitual e terminológica (danos vs. dor, custos, epidemiologia, ...). Fatores de risco e mecanismos de lesão: novos critérios. Novas evidências em estratégias preventivas: redução do risco de lesões por meio da otimização de capacidades condicionais. Novas ferramentas integradas na prevenção: adaptação de acordo com a modalidade esportiva. Novas evidências na reabilitação esportiva: importância da RTP e critérios para reduzir a recidiva. Propostas específicas baseadas em modalidades esportivas: esportes de situação vs. de prestação.
  5. PSICOLOGiA no ALTO RENDIMENTO

    Materia de asignatura única que tiene como objetivo complementar la formación del profesional del alto rendimiento en el ámbito psicológico, fundamental para poder optimizar las capacidades de cualquier deportista. Sus principales contenidos son:

    PSICOLOGiA no ALTO RENDIMENTO
    Psicologia na iniciação e rendimento esportivo: aplicação das mesmas bases? Vias de avaliação psicológica no esporte. Motivação na competição: chave para otimizar o rendimento. Dualidade ansiedade-estresse competitivo. Regulação emocional no atleta de elite. Liderança e gestão do mesmo no esporte de alto rendimento. Influência de outros fatores psicológicos. Intervenção psicológica na dor e reabilitação de lesões esportivas.
  6. NUTRIção e RENDIMENTO espORTIVO

    Da mesma forma que a matéria V, esta busca complementar a formação na área nutricional do profissional do rendimento esportivo. Assim, se afrontam estratégias que favoreçam um melhor rendimento, bem como uma rápida recuperação pós-esforço são enfrentadas. Seus principais conteúdos são:

    NUTRIção e RENDIMENTO esPORTIVO
    Introdução à periodização nutricional. Novas tendências e estratégias nutricionais para o rendimento esportivo: da recuperação à otimização. Técnicas culinárias aplicadas à nutrição esportiva. Chaves nutricionais em função da capacidade condicional envolvida. Ajudas ergogênicas adaptadas à situação e modalidade esportiva. Nutrição esportiva em situações especiais: necessidade de análise de demandas. Ultrarresistência: análise crítica.
  7. 1. PRÁTICAS PRESENCIAiS SUPERVISADAS

    Nesta matéria serão desenvolvidas práticas externas profissionais com uma carga ECTS de 6 créditos. As práticas serão desenvolvidas em centros especializados de treinamento esportivo e alto desempenho. Serão dirigidos e supervisionados pelos professores do Master Universitário e servirão para observar e aplicar os conceitos internalizados nas disciplinas anteriores.

  8. 1. TRABAlhO FINal De Master Universitário

    O Trabalho Final de Master Universitário (TFM) é composto por 9 créditos e deve ser realizado no último semestre do último ano do Master Universitário. Nesta importante atividade, o aluno, orientado por um tutor, deve demonstrar por meio da elaboração e a defesa presencial do mesmo a aquisição das competências associadas ao título. Deve ser uma contribuição para o campo do rendimento esportivo, onde são aplicados os diversos conhecimentos e habilidades adquiridos ao longo do curso. O trabalho será supervisionado por um diretor especialista no campo de estudo proposto pelo aluno.

Direção

Direção acadêmica 

  • Dr. Carlos Lago Fuentes. Diretor da Graduação em Ciências da Atividade Física e do Esporte da Universidad Europea del Atlántico.

Coordenação Geral Acadêmica

  • Dr. Álvaro Velarde Sotres. Doutor em Projetos de Saúde. Mestre em Prevenção e Readaptação de Lesões Esportivas. Mestre em Formação de Professores na Especialidade de Educação Física. Graduado em Atividade Física e Ciências do Esporte. Professor na Universidad Europea del Atlántico.

Ponentes

Fase presencial - Palestrantes convidados

Dr. Julio Calleja González.
Comitê Olímpico Espanhol
  Ver CV
Alain Sola Vicente.
Corpholistic
  Ver CV
Manuel Lapuente Sagarra.
FC Barcelona Academy
  Ver CV
Dr. Jordan Santos.
Euskal Herriko Unibertsitatea (UPV/EHU)
  Ver CV
Dra. Blanca Romero.
Seleção Espanhola de Futebol Feminino
  Ver CV
Fernando Abad.
Universidad Europea de Canarias
  Ver CV
Dra. Esther Morencos.
Doutora em Ciências do Exercício Físico e do Esporte
  Ver CV
Amador García Ramos.
Universidad de Granada.
  Ver CV
Bruno Travassos.
Federação Portuguesa de Futsal.
  Ver CV
Pedro Jiménez Reyes.
Universidad Rey Juan Carlos.
  Ver CV
Alejandro Molina Molina.
Universidad de Granada.
  Ver CV
Jordi Corbalán Frígola.
Ikaika Sports (Quênia)
  Ver CV
Jaime Gardoqui.
Clínica Gardoqui.
  Ver CV
Iker Muñoz Pérez
Director do Runnea Sports
  Ver CV
Rodrigo Ramírez Campillo
Universidade de Los Lagos (Chile).
  Ver CV

Professores e Autores

  • Dr. Antonio Jesús Bores. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte. Preparador físico profissional e professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Archit Navandar. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad Politécnica de Madrid. Professor na Universidad Europea del Madrid.
  • Dr. Álvaro Velarde Sotres. Doutorado em Projetos de Saúde pela Universidad Internacional Iberoamericana. Professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Carlos Lago Fuentes.  Doutorado em Ciências do Esporte, Educação Física e Atividade Física Saudável pela Universidad de Vigo. Diretor acadêmico da graduação em Ciências da Atividade Física e do Esporte da Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Felipe García Pinillos. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad de Jaén. Professor na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Iker Muñoz. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad Europea de Madrid. Formação e pesquisa especializada em análise e otimização do rendimento em atletas de longa distância.
  • Dra. Priscilla Almeida. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de Zaragoza. Professora da Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Susana Martínez. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de León. Professora na Universidad Europea del Atlántico.
  • Dr. Jerónimo Aragón. Doutorado em Nutrição Humana. Mestrado em Pesquisa em Atividade Física e Esporte. Pesquisa sobre o impacto fisiológico do estresse oxidativo, do esporte, da atividade física e da saúde.
  • Dr. Jose Antonio de Paz Fernández. Doutor em Medicina e Cirurgia pela Universidade de Salamanca. Professor titular na Universidad de León.
  • Dr. Juan Francisco Mielgo. Doutorado em Pesquisa Biomédica e mestrado em Nutrição e Saúde pela Euskal Herriko Unibertsitatea.
  • Dra. Amélia Cristina Stein. Doutorado em Ciências da Atividade Física e da Saúde pela Universidad de León. Professora na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dra. Eva Montero. Doutorado em Psicologia pela Universidad Autónoma de Madrid. Experiência como psicóloga clínica-sanitária e esportiva.
  • Dr. Mario David Cordero Morales.. Doutorado pela Universidad de Sevilla. Pesquisador do Instituto de Pesquisa e Inovação Biomédica de Cádiz.
  • Dra. María José Cuervas González. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de León. Professora na Universidad de León.
  • Dra. María Victoria García Mediavilla. Doutorado em Biomedicina pela Universidad de León. Professora na Universidad de León.
  • Dr. Osvaldo Costa Moreira. Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad de León. Professor na Universidade Federal de Viçosa.
  • Dra. Claudia Eliza Patrocinio.  Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte pela Universidad de León. Professora na Universidade Federal de Viçosa.
  • Dr. Valentín Emilio Fernández.  Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Esporte. Professor na Universidad Europea del Madrid.
  • Dr. (c) Juan Jesús Salinero.  Doutorado (em andamento) em Rendimento Esportivo pela Universidad de Castilla-La Mancha. Professor na Instituição Educacional SEK.
  • Dr. (c) Víctor Luis Escamilla Galindo.  Mestrado Universitário em Avaliação e Treinamento Físico para a Saúde, Universidad de Zaragoza. Graduado em Ciências da Atividade Física e do Esporte.
  • Dra. (c) María Soledad Arribalzaga.  Doutorado (em andamento) em Saúde, Deficiência, Dependência e Bem-Estar na Universidad de León. Mestrado em Treinamento e Nutrição Esportiva pela Universidad Europea de Madrid.
  • Dr. (c) Martín Barcala Furelos.  Doutorado (em andamento) em Atividade Física, Educação Física e Esporte pela Universidad Pontifica de Salamanca. Professor na Universidad Internacional Iberoamericana.
  • Dr. (c) Leonardo de Jesús Hernández Cruz.  Doutorado (em andamento) em Educação pela Universidad Internacional Iberoamericana. Mestrado em Atividade Física. Professor na Universidade Internacional do Cuanza.
  • Dr. (c) Josep Alemany Iturriaga.  Doutorado (em andamento) em Educação. Ampla experiência profissional como treinador de basquete. Professor do Comitê Técnico da Federação Catalã de Basquete.

Bolsa de Trabalho

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) destina periodicamente uma partida econômica em caráter extraordinário para as Bolsas em Formação da FUNIBER.

Para solicitá-la, você deve preencher o formulário de solicitação de informações que aparece no site da FUNIBER ou se comunicar diretamente com a sede da fundação em seu país que informará se é necessário fornecer qualquer informação adicional.

Uma vez recebida a documentação, a Comissão de Avaliação examinará a adequação de sua solicitação para a concessão de ajuda financeira, na forma de uma Bolsa de Formação da FUNIBER.